EnglishFrançaisItalianoPortuguêsEspañol

SIGHISOARA A CIDADE DO DRÁCULA. DESCUBRA A VERDADE POR TRÁS DA LENDA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Sighisoara, a cidade do Drácula

Mesmo os viajantes que vão à Romênia sem a intenção de conhecer mais sobre a lenda por trás da história de Bram Stoker. Todos acabam reservando ao menos um dia para pegar um trem em direção à Transilvânia e visitar Sighisoara.

Essa linda região central do país e popular pelas histórias, tradições e lindas paisagens.

A melhor forma de visitar Sighisoara  é pegando um trem na Gare du Nort em Bucarest. (Veja os horários de trem, aqui.). Existem algumas outras formas também, como ônibus e carro. Mas essas formas são mais indicadas no verão, porque as estradas estão sem neve.

Para aqueles que adoram dirigir, nossa dica é ir para Sighiora de carro pela rota TransFagarasan scenic road.  Uma estrada cenográfica linda, comumente chamada de Alpes da Trânsilvania.

Normalmente, a primeira parada é Brașov, uma grande cidade turística da região, para logo mais chegar a Sighisoara, a cidade do Drácula – ou melhor, a cidade onde Vlad Tepeș nasceu.

Sighisoara, a cidade do Drácula

Mesmo os viajantes que vão à Romênia sem a intenção de conhecer mais sobre a lenda por trás da história de Bram Stoker. Todos acabam reservando ao menos um dia para pegar um trem em direção à Transilvânia e visitar Sighisoara.

Essa linda região central do país e popular pelas histórias, tradições e lindas paisagens.

A melhor forma de visitar Sighisoara  é pegando um trem na Gare du Nort em Bucarest. (Veja os horários de trem, aqui.). Existem algumas outras formas também, como ônibus e carro. Mas essas formas são mais indicadas no verão, porque as estradas estão sem neve.

Para aqueles que adoram dirigir, nossa dica é ir para Sighisoara. de carro pela rota TransFagarasan scenic road.  Uma estrada cenográfica linda, comumente chamada de Alpes da Trânsilvania.

Normalmente, a primeira parada é Brașov, uma grande cidade turística da região, para logo mais chegar a Sighisoara, a cidade do Drácula – ou melhor, a cidade onde Vlad Tepeș nasceu.

Quem foi Vlad Tepeș?

O Conde Drácula, provavelmente foi inspirado em VLAD III,comumente conhecido como Vlad, o Empalador. Um príncipe de comportamento implacável que governou por três vezes a região da Transilvânia.

Seu pai, VLAD II era membro de uma sociedade cristã romana chamada Ordem do Dragão, criada por nobres da região para defender o território da invasão dos turcos otomanos. Daí surgiu esse apelido de Dracul, que significa: dragão. Seu filho passou a ser chamado Draculea, já que a terminação “ea” significa filho. Mas a palavra “dracul”, entretanto, possuía um segundo significado que era: (“diabo”) o que causava ainda mais superstições ao redor da família.

De fato VLAD III era implacável, executava seus inimigos e os empalava com grande crueldade, o que o rendeu o nome de Vlad, o empalador.

Na região é lembrado como um cavaleiro cristão que lutou contra o expansionismo islâmico na Europa. É um herói popular na Romênia e na Moldávia ainda hoje.

A lenda

Ao mesmo tempo em que Vlad III se tornou famoso por  sua crueldade e sadismo, sendo taxado de louco, era um guerreiro respeitado por sua ferocidade contra os turcos. Podemos ver muito dessa história no filme: Vlad – a história nunca contada.

Mas a confusão se deu após a invasão da Valáquia pela Hungria em 1447.  Vlad II e seu filho mais velho, foram assassinados. Em 1456, Vlad Țepeș regressou à região e retomou o controle das terras, assumindo novamente o trono de Valáquia. Este retorno tardio de Vlad III teria confundido os moradores da região. Alguns acreditavam ser Vlad II retornando anos após a sua morte, atribuindo a idéia de imortalidade

Todos essas histórias a cerca de Vlad, mais seu comportamento sanguinário, foram fonte de inspiração de Bram Stoker para o livro Drácula, onde ele é um vampiro.

Porém, é importante lembrar que a lenda sobre vampiros já eram populares na região. Tanto na região da Transilvânia, como nos Balcãs e Europa Ocidental.

Sighisoara

Sighișoara é uma cidade pequena, com pouco menos de 30 mil habitantes. Cercada de histórias, espaços verdes e uma bela arquitetura. São poucos os visitantes que decidem passar a noite por lá, mas a cidade conta com bons hotéis.

O turismo comum em Sighishoara é durante o dia. Muitos visitantes passam o dia visitando a cidade e arredores para depois pernoitar em uma cidade maior, como Sibiu ou Brașov.

Como a cidade é pequena, é possível visitar todos os pontos turísticos a pé e todos ficam próximos, no centro histórico da cidade.

SIGHISOARA A casa DO DRÁCULA

Pontos de interesse

A Torre do Relógio é visível de qualquer lugar uma vez que se entra em Sighișoara. Normalmente é a primeira parada dos turistas, que costumam seguir para a Escada Coberta (Scara Acoperita).

Com quase 200 degraus, a Escada Coberta foi construída em 1642 para facilitar a ida à escola e à igreja localizadas no topo da colina e que funcionam até hoje.

Uma outra opção logo ao lado da Torre é a Casa do Drácula. Um sobrado onde funcionam um restaurante e o Museu de Armas. Ele fica aberto ao público que deseja conhecer onde Vlad e seu pai viveram.

A entrada custa menos de 2 euros, mas nem todos romenos acreditam que aquela era realmente a residência do empalador.

As igrejas históricas, os museus de História, Armas, Cemitério e a Casa de Tortura.  Definitivamente valem a visita, sendo possível adquirir um passe para os três de uma só vez na Torre do Relógio.

Transilvânia e suas lendas

Como ir

Ônibus e trens saem de diversas cidades todos os dias em direção à Sighișoara. Para fazer uma busca rápida de preços e horários, basta acessar o site da Autogari ou aqui.

Se interessou ou conhece alguém que curtiria saber mais sobre a região central da Romênia? Compartilhe nosso post com seus amigos que adorariam conhecer a cidade do Drácula.

Leave A Comment

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support