EnglishFrançaisItalianoPortuguêsEspañol

GASTRONOMIA DA ILE D’ORLEANS A MELHOR DE TODO CANADÁ

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Agora que você já conheceu a história da Ilha de Orláns (Ile D’Orléans) em Quebec. 

Já sabe como chegar lá. Vamos falar do que realmente importa. A gastronomia da Ile D’Orléans. 

A ilha é um reduto francófono. E uma coisa que francês faz bem, além de ganhar copa, é comida. 

A gastronomia Quebequense é totalmente influenciada pela gastronomia francesa. Afinal, essa região era conhecida como a Nova França. 

Vamos mostrar agora porque a Ilha D’Orléans é o ponto alto da gastronomia quebecóis. Se você curte uma boa gastronomia não poderá perder esse passeio. 

Saint Pierre, L’Île d'Orléans

Logo que você entra na Ilha de Orléans pela Ponte Reliant, você já sai em Saint Pierre.

Saint Pierre foi fundada em 1679 e é o local mais próximo da ponte e por isso mais habitado. É também onde foi construída a primeira igreja rural da Ilha. Em Saint Pierre, L’Île d’Orléans você encontrará mais movimento, posto de gasolina e até um semáforo.

É nesse burgo que ficam várias lojas de produtores famosos, vamos mostrar um a um.

Cassis Monna & Filles

A Cassis Monna & Filles é uma fazenda produtora do fruto que dá origem ao licor de cassis. Uma fazenda linda, familiar, mas extremamente bem estabelecida. Ela funciona há mais de 5 gerações produzindo os famosos licores de cassis e exportando para vários países.

Hoje a fazenda é administrada pelas filhas do proprietário, Catherine e Anne que boas marqueteiras mudaram o perfil da empresa.

Você pode conhecer a fazenda e suas instalações. Por exemplo, você poderá fazer um tour nas plantações, conhecer um micro museu que mostra o processo produtivo do licor. Além saborear os mais variados itens desenvolvidos com o Cassis.

Como se não bastasse, eles possuem um restaurante Monnaghette, o restaurante que fica no terraço, uma sorveteria incrível e também uma lojinha com diversas variações de produtos feitos com o licor de Cassis. Tudo do mais alto padrão.

Por exemplo: Mostardas com cassis, patê de fígado de pato com confit de groselha preta, cebola a caramelada no cassis, sorvetes variados, geleias, xaropes, vinagres, sucos de cassis.

Além disso, elas possuem um ambiente ultra lindo e acolhedor. Essa é uma parada imperdível na ilha.

Inquestionavelmente. Se prepare para querer trazer tudo. Ah, detalhe importante, eu estava levando na mala de mão alimentos lacrados, na lata, menos de 100ml, com certificação e os agentes do aeroporto da Cidade de Quebec jogaram fora. Alegando que não pode levar comida em mala de mão. Então se comprar algo, lembre-se de colocar na mala despachada.

Nougaterie Quebec E, Île D'Orléans

Sabe aquele doce branco com amêndoas? Nougat. Imagine uma loja especializada em fazer nougat fresquinho dos mais variados sabores. Eu sou apaixonada por isso e pirei na degustação.

São diversos sabores indescritíveis de nougat. Além disso eles produzem Cidras, vinagres e compotas bem diferentes.

Domaine Steinbach

Uma fazenda de produção de Cidra. Sei que parece aquele espumante desgramado que tomávamos no Brasil quando não existiam tantas opções. Mas não é…. O gosto é bem diferente.

Aqui em Quebecv vemos muitos bares de cidra e variações da bebida, por ser uma região muito fria e boa para o cultivo de maçãs.

Eles possuem um terraço gostoso onde servem as degustações. Legal, mas não é imperdível.

Vignoble isle de bacchus

Casa de trezentos anos
A propriedade possui a vinha de 35.000 videiras e uma casa de herança datada de 1712 com quatro quartos. Uma adega de degustação com paredes de pedra está alojada no porão da casa. E produz hoje mais de 40.000 garrafas por ano.
♣ Principais castas: Branco Vândalo, St. Croix, Foch, Éona, Michurinetz, Vidal, Hibernal, Acadia Branco
♣ Os vinhos ao longo dos anos ganharam mais de 26 medalhas que lhes dão reconhecimento nacional e internacional.
♣ Sua especialidade: Icewine

Ainda nessa região, você poderá encontrar mais 02 restaurantes de excelente gastronomia.

O Les Ancêtres Auberge & Restaurant e o Resto Pub L’o2 L’Île.

 

Sainte Famille, L’Île d'Orléans

Andando mais a frente você chegará ao próximo burgo chamado de Sainte-Famille.
Fundada pelo Bispo Laval em 1661, Sainte-Famille é também o nome da paróquia mais antiga da ilha. Você passará por fazendas e belíssimas casas de estilo francês espalhadas ao longo da via de mão dupla e faixa única. Você verá uma igrejinha linda de 1743 e o Parc des ancêtres, onde fica o memorial des familles que conta os relatos da colonização.

Le Relais des Pins Restaurant et Cabane à Sucre

Um restaurante típico especializado em xarope de maple. Nossa loja oferece produtos premium de bordo ou maple suryp: xarope, manteiga, geleia, açúcar, doces, bem como uma seleção variada de lembranças da Île d’Orléans.

Cidrerie Verger Bilodeau

Uma fazenda produtora de sidra de maçã. Com sidras premiadas por anos seguidos.

 

Neste local, você poderá provar patê ou rillete com uma compota de maçã. Você também irá provar a sidra produzida por eles.

Essa parada é bem turística e pode ser feita com a excursão.

Petiscos Gastronomia

Les Fromages de l'Isle d'Orléans

Eu não sou mineira mas essa parada é obrigatória. onde você poderá provar uma variedade de queijos locais, destaque para o famoso ” Le Paillasson ”.

Eles são a primeira fábrica de queijos da América do Norte. Especializados em sorvetes de queijo, petit gatteau de queijo, raclette, cheese cakes e vários outros itens feitos de queijo.

Os atendentes usam roupas de época.

Funcionamento deles é a partir de 24 de junho até o início de setembro, das 10h às 18h e das 11h às 17h até o dia de Ação de Graças. Nos outros períodos eles ficam fechados.

Boulangerie Blouin de l'Isle d'Orléans

Uma padaria de mais de 100 anos de sucesso. Bom vários tipos de pães, doces e vários itens de massa folhada.

Foto divulgação

La Roulotte Du Coin

Um restaurante de excelente padrão especializado em patos. São diversos tipos de pato e um foie grass dos deuses. As batatas fritas são muito boas, cozidas em gordura de pato. Eles servem hambúrgueres de foie grass, imagine! 

Excelente opção para jantar.

Saint François de l'Isle d'Orléans

Fundada em 1679, Saint François é onde fica o observatório e um parque onde as pessoas fazem picnics. Mais a frente fica a Igreja da cidade. Construída em 1734, a igreja serviu de hospital para as tropas inglesas durante o cerco de 1759. Um incêndio acidental destruiu a igreja 1 de junho de 1988, que só foi reconstruída respeitando suas paredes originais em 1992. Ela serve de museu com uma exposição de fotográfica que conta a história da região.

Essa é uma região belíssima para fotos. Além do observatório no parque tem um deck que dá vista para Île Madame e île au Ruau.

Chocolaterie de l'Isle d'Orléans

Nessa casa linda serve um delicioso chocolate com sorvetes. Atrás da casa é possível apreciar uma vista linda do Rio Saint Laurent e é a ponta extrema norte da Ilha.

Saint Jean de l'Isle d'Orléans

Localizada na parte mais navegável do Rio Saint Laurent, Saint Jean foi fundada em 1679. Onde fica o porto e uma região com areia escura que eles chamam de praia.

Como é uma região de porto, é também uma das áreas mais movimentadas de toda a ilha. Uma das poucas regiões onde vemos algo similar a uma vila e não apenas residências espalhadas ao longo da via.

É aqui que ficam os melhores restaurantes da ilha.

 

La Boulange de l'Isle d'Orléans

O ponto alto de Saint Jean, para mim, foi a parada na La Boulange.

Eu nunca vi uma padaria ou melhor, uma boulangerie servir uma pizza tão incrível. Com queijo de cabra fresquíssimo feito ali na região, foi uma das melhores pizzas que comi na vida.

Cabanes à Sucre

Essa é uma casa onde funciona um restaurante no terraço. Com comida típica quebecois, o cabane à sucre L’em Tailleur é incrível e super recomendado. Veja o Menu

Só abrem de março a outubro. E é preciso fazer reservas: [email protected]

Resto de la Plage

O Resto de La Plage oferece uma boa comida a preço acessível em um lindo local, com uma vista maravilhosa. Na maré alta o rio passa por debaixo do terraço.

O restaurante tem estacionamento e WiFi gratuitos.

Iniciamos o almoço com creme de tomate, depois filé com fritas e meu marido comeu o típico francês, Mexilhões ao vinho branco.

Terminamos com um Crème Brulée muito bom.Esse é um que vale a pena conhecer.

Veja o menu.

Saint Laurent de l'Isle d'Orléans

Essa região é a mais habitada da Ilha. Com várias lojas, boutiques e galerias de arte.

Uma região muito boa para se hospedar, se quiser curtir uns dois dias na ilha.

Le Moulin de Saint Laurent

Esse restaurante é super indicado.  O restaurante Le Moulin de St-Laurent, localizado em um moinho de farinha de 1720 e oferece um menu local com produtos frescos da ilha. 

O chef Martin Pronovost é sensacional e atende as mesas muito bem.

Eles possuem uma queda d’água na varanda que dá um charme todo especial ao restaurante. Ideal para jantar oferece música ao vivo aos domingos.

Passamos por todos os pontos importantes da Ilha de Orléans. Em alguns comemos, lanchamos ou fizemos uma parada apenas.

Todos os lugares que passamos foram uma agradável surpresa. Uma excelente forma de conhecer a gastronomia quebecóis (quebequense).

Voilà!

Evite filas, compre seus ingressos conosco!

Se você leu essa matéria até aqui, tenho duas certezas.

Primeiramente, você está planejando uma viagem. E a segunda é que nós de alguma forma estamos contribuindo para ela.

Pode parecer fácil, mas te garanto, trabalhamos muito para você. São horas bunda, sentados escrevendo matérias, fazendo parcerias para conseguir descontos e organizado dados para colocar no ar. E uma forma de demonstrar gratidão e ainda conseguir descontos incríveis é comprando seus ingressos e reservando seu hotel aqui conosco.

Assim você evita filas e ainda me dá aquela ajuda essencial para manter o blog no ar.

Contudo, se depois de ler essa matéria ainda estiver com dúvidas sobre seu destino de viagem, mande um email para nós que teremos o maior prazer em lhe ajudar.

 

O Pelo Mundo Com Vc

É sua audiência e carinho que nos permite continuar. Se você curte nosso blog, siga nossas redes sociais e fique sempre por dentro de nossas viagens.

Se elaboramos seu roteiro de viagens ou ajudamos sua viagem, que tal publicar suas fotos usando nossa #pelomundocomvc em suas redes sociais.

Demonstre gratidão, quando emanamos boas energias para o mundo, ele nos devolve em dobro.

Somos muito gratos a você!