EnglishFrançaisItalianoPortuguêsEspañol

FERNANDO DE NORONHA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

FERNANDO DE NORONHA

Fernando de Noronha é um arquipélago que pertence ao estado de Pernambuco. Possui 17km² e tem apenas 3.500 habitantes. Não precisa dizer que o forte da ilha é o turismo, né?

COMO CHEGAR E ONDE FICAR

Hoje em dia existem vôos diretos para a ilha. Então está bem mais fácil o acesso a Fernando de Noronha. A visita tem que ser pensada com antecedência, pois para preservar a natureza local, foi estabelecido um limite de visitantes por vez e o número de pousadas também é limitado.

Normalmente, o maior número de quartos para hospedes são nessas pousadas domiciliares, que são casas de locais que alugam quartos para os turistas. Já as pousadas mais chiques e com mais estrutura são poucas e bem mais caras. Então, se você tem preferência no tipo de hospedagem, precisa organizar sua visita à ilha com certa antecedência.

COMO FAZER

Para visitar a ilha você deve pagar uma taxa de preservação ambiental, saiba mais.O preço varia de acordo com a quantidade de dias de sua estadia. O pagamento pode ser feito pelo site ou chegando ao aeroporto. A taxa começa no valor de R$ 51,40 e aumenta progressivamente. Nossa dica: fique no máximo 05 dias. Mais do que isso, se você não for biólogo, é muito.

Chegando à ilha você tem diversas opções de empresas de passeios turísticos. Os preços são bem parecidos e os passeios, em geral, são os mesmos. Descrevemos todos os passeios para você aqui nesse outro post.

Noronha é um lugar para você descansar e se desapegar do mundo. Um paraíso totalmente isolado principalmente de internet. Algumas pousadas mais chiques têm wifi, mas a conexão não é tão boa. Já as pousadas domiciliares não tem. Na cidade você poderá encontrar uma wifi de difícil conexão também. Você saberá onde ela pega melhor, porque é onde as pessoas se aglomeram!! Muito engraçado de ver.

Por outro lado, uma coisa que funciona super bem é o serviço de táxi. Eles chegam rápido em todos os locais da ilha. Pra quem escolher não alugar um buggy (não há carros para alugar na ilha), esta é uma excelente opção. Basta ligar para o único disque taxi que tem em Noronha que em questão de minutos eles chegam. Os preços também são fixos, de acordo com a distância. Se você for mais aventureiro e sociável, pode pegar carona com as pessoas nos buggys. Os locais, principalmente, sempre dão essa mãozinha para os turistas.

QUANDO IR

A melhor época para ir à Noronha é de setembro a março, que é a época da seca. A temperatura média é de 28 graus. A água também não é gelada. Pelo contrário, é bem gostosa!! Em dezembro e janeiro, o mar fica mais agitado, excelente para surfistas. Para os mergulhadores, a melhor época nos meses de setembro e outubro. Mar calmo, com poucas ondas e poucas correntes. É bom lembrar que lá o sol é beeem quente!!! Protetor solar, boné e muito líquido são essenciais na ilha!

O QUE FAZER

A Ilha também oferece uma vida noturna agitada. O bom de lá é que as baladas se revezam, então você sempre sabe aonde ir! Você tem que se informar em quais dias funciona o quê. Todo mundo sabe! Lá tem o famoso forró no bar do cachorro, com a balada indo até às 4 da manhã. Outros dias tem o reggae na pizzaria. Nesta, dependendo da época, pode ter entrada franca ou pagamento de R$10,00 a R$20,00 para entrada.

No geral, tudo na ilha é bem caro. Prepare seu bolso e leve dinheiro!!! Poucos lugares aceitam cartão de crédito. E existem apenas 2 bancos: uma agência do Santander e o Banco do Brasil, nos Correios. Existem alguns caixas 24h, mas o dinheiro acaba!! Na nossa experiência, o dinheiro do caixa eletrônico acabou na terça e, até o sábado, não tinha sido reposto!! Como eu disse antes: DESAPEGO!! Não adianta se estressar!

O serviço na ilha também requer paciência. Pra quem vive num dia-a-dia movimentado, onde tudo é correria e os serviços são rápidos e de qualidade… Esqueça!! Lá tudo demora e tem que ter calma! Principalmente nos meses mais cheios. Em dezembro e janeiro é costumeiro acabar a luz, a água, os suprimentos… Mas tudo isso vale muuuito a pena!!! Quando você entra no ritmo da ilha, percebe que é um lugar maravilhoso!!

Deixar um comentário