EnglishFrançaisItalianoPortuguêsEspañol
Menu
Menu

ARLES: UM PARAÍSO FRANCÊS CHEIO DE HISTÓRIAS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

ARLES UMA CIDADE QUE É UMA PINTURA

Arles é uma charmosa cidade da França e uma das mais visitadas da região da Provence. A cidade é linda e atrai turistas de diversas partes do mundo para conhecer a história de um de seus moradores mais ilustres: Vincent Van Gogh.

O pintor morou em Arles entre 1888 e 1889, e embora a sua estadia pela cidade tenha sido pequena, essa época foi uma das mais produtivas de sua curta carreira.

Van Gogh chegou em Arles em 1888 e se instalou na famosa Casa Amarela, da Place Lamartine. A cor da fachada foi escolhida por ele mesmo. Sem nenhum dinheiro para se manter no local, o pintor decidiu criar uma série de quadros de girassóis que se tornariam incrivelmente famosos nos anos seguintes.

A maioria dos atrativos turísticos da cidade está relacionada com a curta estadia do pintor por lá. O “roteiro Van Gogh” pode ser feito a pé e leva cerca de um dia.  Nesse roteiro é possível conhecer 10 lugares diferentes.

Os locais onde os estudiosos acreditam ser o ponto exato onde o artista pintou um determinado quadro são referenciados por um painel com uma cópia do quadro em questão, onde os turistas podem comparar a vista com a imagem do quadro. O roteiro é incrivelmente interessante, principalmente para os amantes das artes!

Como aproveitar a viagem

Para aproveitar a viagem como ela merece, tire um dia pare andar pelas ruas do centro velho e admirar os monumentos romanos existentes por lá, como a arena, o teatro, as termas e o cemitério Alyscamps. Para conhecer os museus, reserve mais um dia dentro da sua viagem.

Os museus são fechados às terças feiras e a entrada é gratuita a cada primeiro domingo do mês. O horário de funcionamento é das 10h Às 18h.

Um fato interessante sobre Arles (e que pode atrair ainda mais turistas) é que a cidade recebe anualmente o maior encontro de fotografia do país, o “Les Rencontres Photographiques d’Arles”, o que conferiu à cidade o título de capital francesa da Fotografia.

Quem se interessa pelo assunto, pesquisar as datas no site oficial de Arles, e veja a data que o evento acontece.  Uma forma de garantir a sua passagem pela cidade enquanto o encontro esteja acontecendo.

CHEGANDO EM ARLES

O trajeto até Arles é bem simples. A maioria das pessoas chegam á cidade de trem. A estação dos trens de alta velocidade fica bem no centro da cidade. E você poderá sair dela com muita facilidade.

Como muitas cidades francesas, Arles é uma cidade que foi construída no período medieval e mantém muito de sua arquitetura e história. A parte antiga da cidade é cercada por muros.  Ao atravessar os portões de acesso, você irá sentir como se estivesse entrando em uma outra dimensão, com vários prédios incríveis como o Coliseum.

Uma das melhores coisas é sair pelas ruas de Arles sem destino.  As ruas são bem estreitas e a melhor forma de conhecer a cidade é caminhando por suas ruelas. Nem todas as ruas são abertas para veículos, o que não chega a ser um problema porque o centro histórico da cidade é pequeno.

Se você pretende passar o final de semana na cidade, não deixe de visitar o Boulevards Lices no sábado. Um grande mercado repleto de barracas de azeitonas, frangos, embutidos, temperos e todos os alimentos típicos da região. O cheiro é delicioso e a diversidade de itens para comer são incríveis.

Qual a melhor época para Visitar Arles?

O verão, é sempre uma boa pedida. É quando a maioria dos festivais acontecem, as ruas ficam cheia de vida e os restaurantes da cidade funcionam a todo vapor.

A cidade é super animada e as ruas são cheia de lojinhas, bares e muitos bistrôs bacanas.

O restaurante Le Pichounet serve pratos excelentes, inclusive um prato especial elaborado com carne de cavalo. Eu não tive coragem de comer porque cresci com meu pai criando cavalos e o apego ao animal não permitiu, mas quem provou achou muito bom.

Existem vários outros achados para comer em Arles. Vamos colocar os que comemos e as dicas da minha irmã que morou na região:

Restaurante em Arles

La Chassagnette

Esse é nosso número 1. O restaurante com comida tipicamente francesa fica há uns 13 km do centro de Arles, no Route du Sambuc13200, Arles.  Adaptado na Bastille de uma fazenda familiar.

Nos dias com sol o almoço é na pérgula do lado de fora da casa. A casa é um charme super típica da região. Nossa dica é ir para curtir o almoço e o clima da Fazenda. A plantação fica ao lado de onde saem os vegetais e as flores dos pratos. Atendimento impecável. Somente com Menu degustação, que variam conforme a época do ano. Preço final na faixa de 250 euros o casal. Vale  demais o investimento!

É fundamental fazer reservas porque o espaço é pequeno e eles atendem poucas mesas por dia. Você pode fazer suas reserva por telefone: +33 4 90 97 26 96 ou através do site do restaurante.

Table D’Homme D’Emma

Localizado no caminho para Beaux de Provence, encontramos esse restaurante lindo no Hotel Villa Regalido. Uma experiência super incrível e inesperada.  O chef nos atendeu sem reservas, o que é um milagre, porque os franceses são super criteriosos com isso. E valeu a pena demais. O restaurante fica na 118 avenue Frederic Mistral | Villa Régalido13990 Fontvieille.  Você pode fazer reservas pelo telefone também. +33 4 90 54 60 22.

Le Table

O restaurante é pequeno, mas muito aconchegante. Com o menu mediterrâneo tradicional da região.você poderá saborear os legítimos sabores do sul da França. Realmente é necessário fazer reservas, pois o espaço é pequeno e existem poucas mesas disponíveis. O único inconveniente é que só é possível fazer reservas por telefone porque eles não possuem site. +33 4 90 96 80 51.

Serviço rápido e cardápio diversificado com opções de menu do dia. Comemos um cordeiro com ervas de Provence. Sensacional! A sobremesa assiette gourmand (pequenas porções de varias sobremesas) é de outro mundo! O mais legal é que esse restaurante não possui altos preços. Definitivamente imperdível!

End: 21 rue Porte de Laure. 

Le Jardin du Manon

O restaurante  fica na parte antiga de Arles, e pertence a um casal, onde o marido é o chef e a mulher orquestra divinamente  o atendimento dos garçons.
Um lugar pequeno, aconchegante, com comida excelente e para nossa surpresa preços muito bons. Não perca uma entrada com pequenos raviólis e a sobremesa de mascarpone com abricot. Esse restaurante é uma experiência divina!
Faça sua reserva através do site.

Esses foram apenas os mais gostamos, e que nos deixou aquela saudade nostálgica. Com vontade de voltar apenas para comer novamente neles. Mas a região da Provence é muito rica e a gastronomia local é riquíssima. Então, quando estiver caminhando pelas ruas, sinta o aroma e se jogue. Com certeza você terá uma excelente experiência gastronômica.

Onde se Hospedar em Arles

A rede hoteleira de Arles é bem simples, com poucos hotéis de luxo, muitas pousadas e alguns hotéis em casas de campo mais afastados do centro. O que lhe obrigaria estar com um carro para conseguir curtir a região. Aliás, alugar um carro, mesmo que você vá de Paris ou alguma outra cidade de trem para Arles, é uma excelente opção para poder visitar as cidades vizinhas.

Vamos colocar os hotéis que ficamos e os que visitamos em Arles.

O La Résidence Arles Centre é um charme. Com uma galeria de artes na recepção e atendimento super bacana, o hotel oferece acomodação completa no centro histórico de Arles, a 150 m do Rio Ródano e a 450 m do Museu Reattu. Todos os quartos possuem  decoração única. Clean e super elegantes. Ainda tem uma copa equipada com vários itens que lhe permitirá tomar café e jantar no hotel se quiser. Já o banheiro dispõe de banheira, chuveiro, amenidades super chiques. Adoramos.

IBIS Arles

Para quem quer economizar o Ibis é sempre aquele hotel que não surpreende, nem para pior nem para melhor. Fica a uns 1,4 km do Anfiteatro (les Arenes) em Arles. Já o IBIS STYLE É HORRÍVEL, NÃO SE HOSPEDE LÁ DE FORMA ALGUMA.

Hotel Du Coitrê 

Situado no centro histórico de Arles, o Hôtel du Cloître está localizado a apenas 500 m do Museu Van Gogh. Esse charmoso hotel é um charme e fica em uma posição estratégica para quem quer andar a pé pela cidade. Você pode também pegar bicicletas emprestadas gratuitamente e sair pelas ruas de Arles.

Le Cheval Blanc

Localizado em Arles e totalmente renovado em janeiro de 2018, o Hotel Le Cheval Blanc fica a 5 minutos a pé do The Arles Museum of Antiquity (museu) e do anfiteatro romano. Esse hotel é um dos poucos com elevador, o que é ótimo para quem possui mobilidade reduzida.

MELHORES HOTÉIS EM ARLES

Arles: dicas de hospedagem e gastronomia

Hotel & SPA Jules Cézar 

O Hôtel Jules César ocupa um edifício que já abrigou um convento de carmelitas no centro de Arles.  O lugar é lindo e possui um spa, o Cinq Mondes, com banheira de hidromassagem, sauna e cabines de massagem, e uma piscina sazonal aquecida ao ar livre com um jardins floridos. A piscina é sazonal porque no inverno é impossível entrar. rsss

Reformado e com decoração por M. Christian Lacroix, o hotel é alegre e luxuoso. Com ar-condicionado em todos os ambientes, o saguão amplo, os quartos, as suítes e a sala para refeições incluem uma elegante combinação de móveis de época e contemporâneos.

Onde ficar em Arles

L’Hôtel Particulier

Agora o estrelado da cidade é sem dúvidas o L’Hotel Particulier. Situado no coração da cidade histórica de Arles, o hotel fica em uma residência luxuosa do século XVIII, oferece uma piscina e um centro de spa divinos.  O Hotel Particulier está nas proximidades das margens do Rio Rhone. Curtimos muito o ambiente. Li um relato no Booking sobre atendimento, mas realmente não percebi isso. Acredito que temos que compreender o jeito não brasileiro dos franceses e abstrair algumas coisas quando viajamos. rs.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a história de Arles e seus atrativos turísticos, está na hora de planejar sua viagem para essa charmosa cidade francesa! Não perca tempo!

Booking.com

ÚLTIMOS POSTS