SAN MARTIN DE LOS ANDES: UM AMOR DE VERÃO

Tivemos a oportunidade de viajar a San Martín de los Andes no verão e no inverno. Na primeira vez, fomos em Fevereiro. Na segunda, aproveitar a neve em pleno Julho. Cada estação com sua beleza.

Menos famosa que sua vizinha Bariloche, San Martín de los Andes é uma típica cidade de montanhas, com casas de madeiras e paredes de pedras aparentes. É uma excelente pedida para quem viaja para Bariloche e fazer o circuito das 03 cidades, que inclui Villa La Angostura e San Martín de los Andes.

As cidades estão próximas uma da outra e vale muito a pena dividir sua viagem pelas 03.

Como ir para San Martín de los Andes

San Martín de los Andes

Como Ir

Você pode ir de avião pela Aerolíneas argentinas a partir de Buenos Aires até o aeroporto Chapelco, de mesmo nome do Cerro.

Também dá para chegar em San Martín de Los Andes de ônibus. A empresa Albus tem três horários, diariamente, saindo de Bariloche e Villa La Angostura.

Agora o ideal é ir de carro margeando a estrada dos 7 lagos. Essa estrada é épica e você vai ficar encantado com as paisagens exuberantes. San Martín de los Andes fica a 190 km de distância de Bariloche, e 108 km, de Villa La Angostura. O ideal é dividir a viagem nas 03 cidades.

Existem várias empresas fazendo esse trajeto, mas gostamos muito de alugar carro e sair curtindo as estradas.

San Martín de los Andes no inverno

A temporada mais concorrida em San Martín de los Andes é o inverno. Toda a Patagônia recebe muito turismo nesta estação graças aos centros de esquis, à boa gastronomia e aos cenários deslumbrantes da Cordilheira dos Andes com neve.

Quando fomos em Julho, conseguimos esquiar no famoso e moderno Cerro Chapelco. Você não precisa comprar as roupas e equipamentos para o esporte, pois o próprio estabelecimento aluga para os turistas. É uma boa opção para não carregar peso em excesso na bagagem.

O inconveniente de viajar de carro nesta região durante o inverno é que os caminhos se tornam escorregadios com a neve e o gelo. Por isso, é necessário redobrar a atenção para as estradas e diminuir a velocidade, o que aumenta o tempo de viagem e a claridade cansa bastante os olhos.

San Martín de los Andes no verão

A verdade é que, contrariando o gosto da maioria, nós preferimos San Martín de los Andes durante o verão. Aliás sempre falo isso por aqui, o verão é sempre minha estação preferida para viagens. A cidade está mais luminosa, as praças e jardins estão coloridos pelas flores. E até as pessoas parecem mais dispostas a conviver e aproveitar a vida ao ar livre.

Sem contar que a cidade se enche de vida. São muitos artistas e músicos se apresentando nas praças e calçadas do centro da vila, e os bares e restaurantes ficam cheios. O inverno tende a ser menos badalado.

Quando viajamos em Fevereiro, conseguimos mergulhar nos lagos que compõe o famoso Caminho dos Sete Lagos e aproveitamos os longos dias ensolarados nas praias naturais. Sim, a água é um pouco fria, mas banhar-se nas águas cristalinas da Patagônia em pleno verão é revitalizante.

Participamos da Festa de Aniversário de San Martín de los Andes, que ocorre todo mês de Fevereiro e mobiliza a cidade. A prefeitura se junta aos artistas, estudantes e representantes oficiais da cidade para oferecer desfiles, mostras, shows e diversas atrações gratuitas.

Também preferimos viajar durante o verão, pois os dias são mais duradouros. O sol nasce por volta das 5h e se mantém por volta das 21h. É muito produtivo para avançar quilômetros. Sem contar que as estradas estão secas e mais seguras.

O único inconveniente de viajar de carro no verão é que a região patagônica se torna extremamente seca e a incidência dos raios solares é intensa. Por isso, é necessário tomar muita água, usar protetor solar mesmo dentro do veículo e proteger os olhos e a cabeça com óculos de sol, bonés ou chapéus.

Mas, não se deixe enganar pelos dias calorosos. As noites de verão na Patagônia são frescas, e a temperatura diminui radicalmente depois das 16h ou 17h. Então, não deixe de levar um bom casaco na bagagem.

San Martín de los Andes

Foto divulgação

Hospedagem

San Martín de los Andes não é uma cidade grande. Mas possui poucas mas boas opções de hospedagem e infraestrutura de primeira qualidade. Porém, em altas temporadas essas boas opções se esgotam rapidamente. Por isso, é importante garantir sua reserva com bastante antecedência antes de viajar.

As possibilidades vão desde albergues econômicos até hotéis/spa luxuosos com vistas privilegiadas para o vale do Lago Lacar. Todos contam com serviços e infraestrutura adequados para o bem-estar do turista.

Os preços de estadia variam de acordo com o período do ano. Embora não seja tão caro como Villa La Angostura, pode apresentar preços bem salgados no inverno.

Não é para se assustar ou deixar de viajar. Nós fomos a San Martín de los Andes em 2 altas temporadas e não falimos. Nosso “truque” foi pesquisar bem os melhores custos benefícios em hospedagem e reservar 4 meses antes o hotel que mais nos agradou.

Onde se hospedar em San Martín de los Andes?

Patagonia Plaza Hotel – Excelente localização bem no centro de San Martin de Los Andes, possibilitando caminhar pelas ruas da cidade ou ir a bares e restaurantes próximos durante o dia e à noite. O quarto era bastante espaçoso e confortável, com instalações bastante limpas e o café da manhã muito bom.

Rio Hermoso Hotel De Montaña – Esse hotel fica fora da cidade mas a beira do rio, ideal para casais que buscam conforto e isolamento.

Loi Suites Chapelco Hotel – Sem dúvidas o melhor da cidade.

Del Sauco Apart & Spa – Ponto alto desse hotel é a localização. As suítes são muito boas e silenciosas. Fica a poucas quadras da rua principal. Conta com cozinha bem equipada.

Paraíso Casa de Montaña – Outro hotel muito indicado e pomposo da região.

O QUE FAZER EM SAN MARTÍN DE LOS ANDES

Dedicamos nosso primeiro dia a caminhar livremente pelo centro de San Martín de los Andes.  O destaque vai para a Avenida San Martín, onde encontramos os melhores restaurantes, comércios e serviços da cidade. Você também pode pedir todas as informações sobre a cidade e seus arredores na Secretaria de Turismo que se encontra na esquina da Av. San Martín com a Av. Juan Manuel de Rosas.

Edifícios históricos de San Martín de los Andes

Visitamos as atrações históricas mais recomendadas pelos residentes: a Antigua Intendencia del Parque Nacional Lanín – Centro de Visitante y Museo; Museo Primeros Pobladores; Correo; Concejo Deliberante; Teatro San José e Parroquia San José.

Belezas Naturais de San Martín de los Andes

San Martín de los Andes possui atrações tanto para o público mais sossegado, famílias e casais em busca de descanso e cultura, como para os aventureiros de plantão.

Junto com as cidades vizinhas de Bariloche, Villa La Angostura e Villa Traful, compõe o Caminho dos Sete Lagos. Pode-se disfrutar de dias de praia no verão, contemplar a imensidão da Cordilheira dos Andes e praticar muitas atividades físicas e esportes radicais, com destaque para o ciclismo de montanha (mountain bike).

A empresa Naviera Lacar y Nonthue faz tour de barco pelo lago e ainda aluga caiaques e sup e no verão é fácil ver vários navegando pelo lago.

San Martín de Los andes

Cerro Chapelco – Estação de esqui Argentina

Cerro Chapelco é a grande atração da estação. Fica próximo do centro da cidade. São 17 km até lá,  uns 35 minutos com estrada boa, ou 1 hora se houver muita neve. As agências locais oferecem traslado.

A região

Durante 7 dias, percorremos as 6 principais zonas de turismo natural da localidade: Área Lácar, Área Lanín, Área Lolog, Área Siete Lagos, Área Paso Córdoba e Área de la Vega.

De todas as atrações que compõe estas regiões, se destacam: o vulcão Lanín com o lago Huechulafquen e as praias de areia vulcânica, o cerro Chapelco (onde está o centro de esqui), o imenso rio de lava vulcânica petrificada chamado de El Escorial, os lagos Queñi e Filo Hua Hum e o Valle Encantado.

Adoramos a oportunidade de aproveitar as águas termais com propriedades medicinais nas Termas de Epulafquen em Lahuen Co, na zona de Lolog. É uma proposta realmente relaxante, saímos com uma enorme sensação de leveza no corpo.

Para não deixar de lado nosso espirito aventureiro, experimentamos as trilhas para ciclismo de montanha do Parque Nacional Lanín.

Também nos aventuramos a aprender a pesca desportiva com mosca, uma técnica amplamente utilizada para pescar a famosa truta patagônica. Lembrando que é necessário solicitar e pagar uma taxa para a licença diária de pesca, já que se trata de uma zona de reserva e proteção à espécie.

Impossível escolher o melhor lugar ou a melhor atração. Cada paisagem nos deslumbrou por igual.

Vivemos momentos únicos de contato com a natureza, respiramos ar puro, nos divertimos com as experiências novas e conhecemos e culturas diferentes. Somos eternamente gratos ao povo de San Martín de los Andes.

GASTRONOMIA

Fomos a 2 restaurantes bem conhecidos em San Martín de los Andes: o Ulises e o Doña Quela.

O valor de um jantar a la carta completo para 2 pessoas nestes estabelecimentos não é econômico. Porém, a qualidade da comida, a variada carta de vinhos e o ambiente extremamente agradável valem a pena o investimento.

No Doña Quela, a especialidade é comida regional. Por isso, escolhemos provar a exótica carne de veado, bem típica da caça patagônica tradicional. A carne é macia e suave, porém, possui um gosto bem distinto. É uma excelente opção para quem está disposto a provar novos sabores.

Já o Ulises tem foco na comida italiana e possui muitas opções aptas para vegetarianos. Aproveitamos para experimentar um risoto com champignons de pino frescos e colhidos nos bosques de San Martín de los Andes. A mistura perfeita da tradição ítalo-argentina com o toque campestre da Patagônia.

Agora, se você assim como eu é amante dos doces e chocólatra convicta, tem que provar os quitutes do Almacen de Flores. Uma delicatessen que oferece sobremesas de dar água na boca. O cheese cake com frutas vermelhas e o petit gateau com coração de framboesas são divinos!

Agora que você já conhece nossas dicas para disfrutar plenamente San Martín de los Andes, basta começar a planejar suas próximas férias. Para continuar se apaixonando pela Patagônia Argentina, não deixe de conferir nossos próximos posts sobre El Calafate e Puerto Madryn.

By | 2017-10-03T23:18:21+00:00 set, 2017|ARGENTINA, SAN MARTÍN DE LOS ANDES|

Leave A Comment