PROVÍNCIA DE KRABI: UNS DIAS VIVENDO NO PARAÍSO

Começo meu post murmurando sobre o período que passamos em Krabi na Tailândia. Eu fiquei muito frustrada…. De ter que ir embora.

A sensação é que cheguei no paraíso com tempo contado para ir embora.

Depois dessa viagem eu me prometi nunca mais viajar apenas 15 dias para nenhum destino. Ficamos apaixonados por Krabi, mais precisamente Railay Beach, onde passamos 04 dias. Muito pouco para aproveitar este paraíso na terra.

Trouxemos na mala um corpo moído de tantas atividades em um curto período de tempo e uma necessidade de voltar urgentemente para esse lugar.

Krabi

Krabi, distrito costeiro da região Sul da Tailândia, é uma ótima opção para se hospedar na região. Localizada de frente para o mar de Andarão, dá acesso a mais de 130 ilhas em 150 km de costa, Excelente para aproveitar muitas praias de tirar o fôlego, recifes, mar transparente e cachoeiras maravilhosas.

Esta península possui várias praias incríveis. Railay Beach é a única  isolada por um paredão de montanhas.

As maravilhosas Ilhas Phi Phi pertencem à Krabi, não à Phuket. Portanto, se você quer um lugar mais tranquilo que te permita visitá-las, pode ficar em algum hotel das praias Ao Nang ou Railay Beach – já que Krabi Town fica um pouco mais distante.

Onde ficar

Se você está pesquisando e quer saber em qual região deve se hospedar, eu te falo que isso depende muito do seu estilo. Em Ao Nang você terá mais contato com o agito do continente, as feirinhas da cidade e uma quantidade maior de hotéis e resorts, o que naturalmente aumenta o número de restaurantes e pessoas nas ruas. Já em Railay você estará mais isolado, mas não menos privilegiado. Railay é linda e, sem dúvidas, foi nosso canto preferido de Krabi.

Mas não é apenas no mar que o turismo acontece. O distrito é repleto de cachoeiras e grutas. E, como a Tailândia é considerada um dos melhores lugares do mundo para escaladas, Krabi não fica de fora. Você sempre irá se deparar com um convite para subir alguma pedra.

Como ir de Chiang Mai para Krabi

Como ir a Krabi?

Para chegar à região, é bem simples. Existem vários vôos que saem das diversas capitais da Ásia. Os vôos chegam ao aeroporto internacional de Krabi ou o aeroporto internacional de Phuket.

Em nosso caso, pegamos um vôo direto de Chiang Mai – via Air Asia – para a península de Krabi. O vôo durou menos de 2 horas.

Pesquisamos as passagens aéreas nas low cost asiáticas via Momondo, como falamos em nosso outro post. E adoramos porque ficou muito barato.

Krabi está à 820 quilômetros da capital e 1467 quilômetros de Chiang Mai, como você pode ver no mapa. Como a viagem de carro seria longa, optamos por ir de avião de Chiang Mai para Krabi. Foi uma experiência incrível voar de Air Asia, além de muito barata. Pagamos menos de R$ 200,00 reais por pessoa nesse trecho. Contamos nossa experiência de como foi viajar de low cost na Ásia, no post de avaliação da companhia aérea.

Quando ir para Krabi?

Eu pesquisei muito antes de viajar, e o mantra mais repetido era: os melhores meses são de Novembro a Março. Acho que o clima no mundo mudou muito para fazer este tipo de afirmação. Essa região é quente o ano todo e, sim, podem ocorrer chuvas, mas pelo que vi são fortes e rápidas.

A única coisa que São Pedro me permite afirmar é: Fomos em junho/julho, período das famigeradas monções e, quer saber? Não pegamos uma chuvinha durante o dia,  apenas à noite.

Ok, pode ser sorte. Mas diversos locais afirmam que o mês de chuvas ininterruptas é em setembro.  Outra boa questão é que: quando chove em Krabi e Phuket é sol em Koi Samui, Koh Pangan e Koh Tao.  Ou seja, não perca nenhuma chance ou promoção para a Tailândia, porque há sempre um lindo dia esperando por você.

Se aparecer uma promoção imperdível vá, independentemente de datas. Mas, se você for pagar um preço regular, aí sim vale avaliar na tabela abaixo o melhor período. Lembrando que um amigo que trabalha lá nos disse que janeiro não tem previsão de chuvas e choveu todos os dias.

QUANDO IR A TAILÂNDIA

Fomos em junho/julho e amamos cada minuto. Os dias eram ensolarados e às vezes chovia à noite. As praias não estavam tão cheias e o calor não estava muito intenso.

OBS:

Uma outra questão que acredito que passem na mente de vocês, pelo menos passou na minha: quando alguém lhe fala que é temporada de monções na Tailândia você logo pensa no fatídico tsunami que assolou o país. Mas só para constar, o tsunami aconteceu em dezembro de 2004. E uma coisa é certa, foi uma fatalidade. Não tenha medo e aproveite cada minuto.

 

O que fazer em Krabi?

A cidade é um bom ponto para montar a sua “base”. A partir dela é possível conhecer várias outras ilhas de  long tail,  ferry boat ou de speed boat.  As imperdíveis, são:

KRABI - Phi Phi island

Ko Phi Phi

Essas são as ilhas mais lindas e procuradas pelos turistas que visitam a Tailândia. É nelas que fica Maya Bay, cenário do filme “A Praia”, estrelado por Leonardo Di Caprio. Vale a pena também pela Bamboo Island, tão bela quanto as outras, porém mais tranquila.

Phangna Bay

Também conhecida com James Bond Island – por ter sido cenário do filme “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro”, é um dos lugares que não podem faltar no seu roteiro. Infelizmente não é permitido entrar na água, o que não inibe a presença de quem é louco por uma foto.

Hong Island

A ilha abriga Hong Beach e Hong Lagoon. ESSE PASSEIO É IMPERDÍVEL. Uma praia linda cercada por rochedos gigantescos com um mar translúcido cheio de peixinhos fofos. Eu não tinha a menor idéia do que ia encontrar e vou te contar, fiquei encantada com esse lugar. O outro passeio para em uma lagoa cor de esmeralda que fica escondida em meio aos rochedos. Com um som de fundo apaixonante, você fica cercado pelas rochas  que parecem ter saído de algum paraíso cinematográfico. Ambas imperdíveis.

Tour pelas ilhas

Além das Ilhas Phi Phi e Hong, há uma série de outras com suas belezas únicas. O ingresso para visitá-las é fácil de ser encontrado pela cidade. Nos passeios você poderá ver de quatro a sete ilhas diferentes. Dentre elas a Chicken Island, que recebeu esse nome porque sua formação rochosa se parece com a forma de uma galinha. É super interessante, mas não é permitido parar nela.

KRABI - RAILAY BEACH

Railay Beach

Composta por três praias, essa península é a favorita dos praticantes de escalada e dos casais em lua de mel. Uma delas, além de linda, é mística: a Phra Nang.  fica a Princess Cave, uma caverna onde, segundo os nativos, mora o espírito de uma princesa que dá fertilidade a quem traz oferendas à ela. Por isso, não se assuste ao encontrar as centenas de peças fálicas deixadas pelos visitantes no local.

Ao Nang

É a praia mais famosa do continente, mas não a mais tranquila. Por estar dentro da cidade, a área compreende um calçadão com vários restaurantes, hotéis e lojas que oferecem os tours para as ilhas ao redor. É uma boa pedida para ter tudo acessível.

Railay Beach

Esse foi nosso destino nos dias que passamos na região. Nos hospedamos no Rayavadee Resort em Railay Beach e fiquei impressionada. Senti-me na ilha da fantasia com o Tatu e tudo mais. Vou ter que contar essa experiência em outro post porque não caberia tudo em um só.

Em Railay Beach, você fica geograficamente isolado do restante do continente, por conta dos paredões rochosos que separam essa região.  Mas mesmo tendo acesso apenas de barco, não vi nenhuma dificuldade em me hospedar por ali.

Railay é incrível e tem vida própria. Você poderá curtir os hotéis e uma vilinha com bares e restaurantes. E ainda ver o pôr do sol mais lindo da vida.

Quando eu li sobre hospedagem em Railay Beach eu fiquei achando que estaria limitada ao meu hotel, mas para minha agradável surpresa não foi assim. Existem vários hotéis na região, uma “passarela do álcool”,  que é uma rua com bares, restaurantes e agências de turismo. Além dos restaurantes dos hotéis que ficam de frente para a praia.

Você facilmente atravessa de Railway West para Railway East e Pragnang Beach por dentro do hotel ou da vila. São menos de 5 minutos de caminhada para cruzar esse pequeno pedaço de continente.

Os passeios

Fomos a uma agência de passeios que fica nessa rua de comércio. Uma das coisas que eu observei é que o tailandês é muito cortês, mas nem sempre as empresas que exploram o turismo são tailandesas e você precisa ficar atento.

Contratamos o serviço de uma empresa grande que fica logo no início da rua. Uma indiana que domina a região.

O Passeio do primeiro dia:

No primeiro da fizemos as 07 ilhas de speed boat. Na verdade pagamos as  07 ilhas, mas eles não foram em todas.

Pagamos 13.000 bahts pelo barco que dividimos por nós 05. Nós viajamos com a família. Eles falam que servem bebidas e frutas, mas servem água, abacaxi e melancia. Ou seja, se você não quer comer apenas frutas, como eu, leve lanchinhos.

O Speed boat é bem confortável e os motoristas entendiam frases curtas em inglês. Foi um dia incrível. Visitamos: Maya Bay, Loh Samah Bay que é mais deserta, seguimos para uma lagoa super linda, PILEH LAGOON, que fica em Phi Phi Leh e onde você pode fazer snorkeling.

Passamos pela Viking Cave, que não é nada demais, e por Monkey beach e paramos para dar um mergulho e fazer snorkeling num local conhecido como Shark point, apesar de não ter tubarões, mas, sim, águas cristalinas e uma variedade enorme de peixinhos coloridos.  De lá fomos para Phi Phi Don onde paramos para almoçar. Depois do almoço paramos em Bamboo Island e passamos por Ko Yung Island, e Chicken Island.

O pessoal foi super legal do Speed boat, ficamos felizes com o serviço mesmo faltando alguns itens ofertados na hora de vender. O equipamento de snokel era ruim, mas os dois que conduziam a lancha super prestativos.

A água da lagoa de Pileh Lagoon é tão transparente que eu perdi meu brinco em alto mar e conseguimos encontrar. Inacreditável.

Foi um dia memorável. Contratamos a One -D Railway Travel.

O Passeio do segundo dia:

No segundo dia quisemos experimentar o passeio de long tail, e fomos em Hong Island. O National Park Hong Island é um parque formado por um grupo de 12 ilhas. Algumas você pode parar e nadar. Em outras você só passa por elas. Esse é um passeio que dura normalmente de 08:00h às 15:00h.  O ponto alto foi a parada na Hong Lagoon, adoramos.

O ruim do passeio: o nosso marujo não compreendia nenhuma palavra em inglês. Então tudo que queríamos perguntar a ele não foi possível. A dona da agência nos falou que o preço dela era maior que o dos barqueiros na praia porque incluía equipamentos, águas e frutas. Mas isso não aconteceu. Não levamos água contando com a água que teria no barco e não havia nada.

Como no dia anterior havia sido tudo muito certinho, acreditamos e contratamos o serviço da indiana e foi um fiasco. A sorte é que o lugar vale muito a pena. Mas já imaginou esse tempo no sol, sem beber água?

Eu entendi que ela é apenas uma ponte que presta os serviços. Ela não é dona dos barcos. Ela subcontrata e cobra por isso. Então, se você tiver em Railay Beach como nós, entre em contato direto com as empresas antes para fazer suas reservas. Vou listar as empresas que pegamos os contatos lá.

ONE-D RAILAY TRAVEL – Railway West Beach, tel (+66) 08-6593-5009, 090 – 1542460. Walking Street. (Esta foi a que fizemos o passeio).

ORCHID SPEED BOAT.

Concluindo

Railay Beach é um excelente lugar para montar a sua “base” durante uma viagem para a Tailândia. Principalmente se você estiver em busca de um clima mais tranquilo. Em Railay você tem curtição, bons restaurantes e agitos. Mas os agitos são menos que as outras ilhas onde o fervo acontece.

Gostou das nossas dicas de Krabi?  Espero que tenha lido também nosso post sobre Phuket e nosso post com várias curiosidades sobre a Tailândia. E fiquei ligado que no próximo post falaremos um pouco mais sobre as Ilhas Phi Phi e todos os lugares que não podem faltar em seu roteiro quando passar por lá. Até a próxima.

By | 2017-08-15T13:50:22+00:00 jul, 2017|KRABI, TAILÂNDIA|

Leave A Comment