MERCADOS FLUTUANTES EM BANGKOK. IR OU NÃO IR, EIS A QUESTÃO.

Comuns desde os tempos mais remotos da Tailândia, os mercados flutuantes já foram parte central dos comércios de cidades cortadas por muitos rios, como Bangkok. Apesar de ainda serem muito frequentados pela população, hoje esses lugares existem mais com o objetivo de não deixar a tradição tailandesa morrer e encantar turistas de todo o mundo.

E a experiência é completa. Os visitantes podem ir tanto por barco quanto pelas plataformas que ficam às margens do rio. Nas canoas, é possível encontrar todo o tipo de bugigangas, roupas, lembrancinhas, peixes, hortaliças e, para a alegria de todos, a comida é feita na hora. Por isso, este é um bom passeio para o início da tarde do último dia em que ficará na cidade.

Nós estávamos receosos quanto a visita, porque havíamos lido muitas dicas falando mal e para não ir, que seria uma furada. Mas chegando em Bangkok, nossa guia nos motivou a ir e não nos arrependemos em nada. Gente, somos turistas e fazemos passeios de turista. Então, a não ser que você esteja indo morar na Tailândia, nós recomendamos esse passeio sim. Se essa é sua questão, eis nossa dica: Visite os mercados flutuantes.

Vale lembrar que, como tudo o que se vende para turistas na Tailândia, os comerciantes costumam jogar o preço dos produtos para cima na primeira oferta, garantindo uma margem na hora de negociar o preço. Por isso, não tenha vergonha de pechinchar. Você consegue comprar coisas até pela metade do preço inicial.

Nós fomos para esse passeio com uma empresa que contratamos para ser nossa guia nos dias em que tivemos em Bangkok. Vale ressaltar que no único passeio que fizemos independentes nós fomos “roubados”.

Floating Market - Mercados flutuantes

Fizemos um passeio ao Wat Pho e resolvemos contratar um barqueiro para dar uma volta no rio e depois nos deixar no cais ao lado do Lebua, hotel em que estávamos.

O barqueiro nós cobrou caríssimo, mas como era nosso último dia e tínhamos pouco tempo, concordamos.  Fechamos um barco apenas para um casal. No começo foi tudo lindo! O barqueiro mal falava inglês, mas nos mostrava em sílabas os lugares que passávamos.

Daí ele parou em um barqueiro fluante e queria nos empurrar quinquilharias. Não quisemos e ele já mudou. Logo depois ele nos deixou no meio do caminho falando que precisaria abastecer e nos buscaria novamente. OU SEJA, GOLPE!

Tivemos que pegar um táxi para o hotel. Fiquei muito frustrada porque me senti roubada. Pagamos a mais para ir até o cais do hotel, que era mais longe.

Ou seja, se você for ao Wat Pho, NÃO CONTRATE OS BARQUEIROS DE LÁ. Caímos no golpe feio e o policial que fomos perguntar no cais, meio que riu… Como quem diz: mais um.

Bem, por isso fomos na maioria dos programas com a agencia e adoramos tanto a guia, como os serviços prestados, como a comodidade de não corrermos riscos.

Nós falamos isso aqui, porque esse é um passeio que envolve muitos “fornecedores” locais e já ouvimos relatos de muitos problemas. Com taxista, com excurssões e com os barqueiros no mercado flutuante.  Por isso que fomos com a agencia e não tivemos problemas.

Voltando ao passeio aos mercados flutuantes, vamos listar os mais famosos.

Quais mercados flutuantes visitar?

Bangkok é um dos locais que tem grande variedade desse tipo de comércio. Por essa razão, separamos aqui algumas dicas com os melhores mercados flutuantes para se visitar.

Damnoen Saduak

Esse é um dos mais visitados de Bangkok. O mais legal aqui é que os turistas podem embarcar em uma das canoas e passear pelo rio enquanto faz compras. Um dos destaques é o sorvete de coco, servido na própria casca da fruta, com direito a pedacinhos da polpa. Delícia!

Apesar de ficar localizado a uma hora de distância de Bangkok – a 100km, para ser exato –, está sempre cheio. Portanto, a sugestão para quem quer conhece-lo é chegar cedo, sob o risco de ficar engarrafado entre os barquinhos repletos de turistas.

Floating Market Bangkok

Amphawa

É o segundo mais popular da cidade, fica um pouquinho mais perto – a 90 km de distância da capital. É bem parecido com o primeiro. No entanto, se destaca ao cair da noite: o mercado fica coberto por vagalumes!

Floating market

Taling Chan

Tailing Chan é o menos turístico entre os três mercados flutuantes mais famosos de Bangkok. É pequeno, mas tem uma infraestrutura graciosa, incluindo palcos para shows e karaokê. Fica a apenas 10km de distância do centro de Bangkok.

É uma excelente sugestão para quem quer um movimento menor do que o dos anteriores e ver um local mais “autêntico”, frequentado por moradores de verdade.

Tha Kha

Mas se você quer um lugar que representa o verdadeiro estilo de vida tailandês, o Tha Kha Floating Market é a melhor ideia. Por ainda não ter sido inundado por turistas, esse modesto mercado consegue manter suas características originais. Talvez o benefício seja por conta de sua localização, a 10km de Damnoen Saduak.

Em vez de barcos de repletos de souverirs, frutas e hortaliças são os produtos mais vendidos por aqui. É uma boa opção para quem está de mochilão e quer cozinhar a sua própria comida para economizar.

Khlong Lat Mayom

Esse é um dos mais bonitinhos e menos tumultuados mercados da região. Cercado de área verde e muito colorido, fica a aproximadamente 20km do centro de Bangkok. O local combina a oferta dos barcos com barraquinhas terrestres, deixando os visitantes mais confortáveis para explorar a área.

E aí?

Já escolheu o mercado que irá visitar durante sua estada? Acha que tem algum mais interessante que não foi citado? Deixe um comentário para a gente! Se quiser mais informações de pontos turísticos da Tailândia, veja o nosso arquivo. Estamos com muitos posts que podem te ajudar a programar o seu roteiro.

By | 2017-08-15T13:50:20+00:00 jul, 2017|BANGKOK, TAILÂNDIA|

Leave A Comment