A MELHOR FORMA DE VIAJAR PELA ÁFRICA DO SUL

Conforme postamos anteriormente passamos o mês de fevereiro na África do Sul. Escolhemos viajar de carro para poder conhecer vários cantinhos do país.

Foram dias incríveis de muitas aventuras. Vamos iniciar uma série de posts sobre esse país maravilhoso!! Mas é preciso dividir os assuntos por temas, por que temos muita coisa para contar.

Esse primeiro post vamos falar sobre como viajar de carro pela Africa do Sul. Porque escolhemos esse meio de transporte, um pouco sobre as estradas e como economizamos em nossas escolhas.

Porque

Resolvemos locar um carro para fazermos o percurso Johannesburg para o Kruger Park, passando pela Rota Panorâmica. Que aliás, é belíssima, sensacional. Mas isso eu vou deixar para outro post, ok?

Vamos falar agora sobre locar um carro ou não na África do Sul. Nossa primeira experiência foi incrível, porque locamos o carro através da rentalcars e fomos muito bem atendidos.

No primeiro aeroporto meu marido já bateu o carro logo na saída. Afinal é muito diferente dirigir na mão inglesa. Até o nosso cérebro acostumar. Daí eles não nos cobraram.

Quando chegamos na Cidade do Cabo para pegar o segundo carro, percebemos nosso erro. Locamos uma BMW que não cabiam nem duas malas, quem me dirá a de nós quatro.

A empresa não tinham outro carro, mas se comprometeu em nos ajudar o mais rápido possível. No dia seguinte conseguiram uma  SUV e nos ligaram para o upgrade.  Fiquei super encantada com o tratamento e virei fã da rental cars.

QUANTO A LOCAÇÃO DO CARRO E A CARTEIRA INTERNACIONAL

Locar um carro na África do Sul é muito fácil. Existem milhares de sites de pesquisa e eu uso muito um pesquisador de locação RENTALCARS. Um site que mostra os preços de todas as agencias de locação disponíveis no país. O que facilita muito na hora de comparar os preços e vantagens.

A África do Sul é surreal para dirigir. As paisagens são incríveis, as estradas muito bem sinalizadas e sem nenhum buraco.

Aliás é impressionante as condições de preservação das estradas por todos os trechos, não encontramos um buraco sequer. O único inconveniente é a mão inglesa que confunde um pouco no começo.

Passamos pelas duas rotas mais importantes do País: A Rota Panorâmica e a Rota dos Jardins. Em ambas você encontrará muitos postos de abastecimento, bons restaurantes e lanchonetes.

visão geral rota

Ficamos meio preocupados, principalmente indo ao Kruger, por ser uma região mais remota, quanto a segurança e abastecimento. Aliás, achei o carro essencial para circularmos por lá. Visitamos Hoedspruit, o próprio Kruger Park, os passeios na região. Coisas que não faríamos sem carro. Mas de fato, a região é absolutamente bem atendida de postos de gasolinas.

Normalmente viajantes não precisam de carteiras de motorista internacional, mas já ouvimos relatos que na Africa do Sul, alguns agentes podem exigir. Daí fizemos a nossa por excesso de zelo.

BID Carteira Internacional

Mas de fato não sentimos a menor necessidade de ter feito, nem a atendente da locadora solicitou a BID na hora de retirar o veículo e não tivemos nenhum contratempo no trânsito que necessitasse dela.

A BID (carteira internacional) tem validade de um ano, custa R$256,00 e você só faz a solicitação pela internet sem necessidades de aulas ou nada.

No site do Detran existe uma planilha dos países que fazem a BID é aceita e os procedimentos para solicitação.

Você pode pegar o carro em uma cidade devolver em outra, sem maiores problemas. Primeiro locamos para ir ao Kruger Park, e aí devolvemos no mesmo local. Mas depois locamos o segundo carro na Cidade do Cabo e entregamos em Port Elizabeth.

Está na dúvida sobre locar um carro ou não? Eu super indico. De JNB para Kruger são apenas 455 km, e a rota dos jardins não tem outra forma de ser percorrida.