FRANSCHHOEK: A CIDADE QUE MAIS GOSTAMOS DA AFRICA DO SUL

FRANSCHHOEK

Chegamos em Franschhoek para ficar um dia. Mas nos apaixonamos pela cidade e resolvemos estender nossa estadia. A cidade fica há 70 km de Cidade do Cabo e é uma das principais produtoras de vinhos da África do Sul. Em conjunto com Stellenbosh e Paarl.

 MAPA DE FRANSCHHOEK

Normalmente, as pessoas ficam hospedadas em Stellenbosh. Mas, se quiser meu conselho, a pequena Franschhoek,  é ainda melhor.

Mas o que fazer em Franschhoek?

Essa é uma cidade bem pequenininha, com apenas 13 mil habitantes e cercada de montanhas. Mas ela é simplesmente maravilhosa, cheia de passeios incríveis, vinícolas e tudo mais.

Franschhoek abriga algumas das mais tradicionais e importantes vinícolas da África do Sul. Sem contar restaurantes de Franschhoek, são simplesmente impecáveis é conhecida por ter a melhor gastronomia da África do Sul.

História

Incorporada desde o ano 2000 pelo município de Stellenbosch, Franschhoek é uma das cidades mais antigas da República da África do Sul. Foi colonizada por holandeses e, em 1688, recebeu a autorização do governo para que alguns refugiados franceses se estabelecessem por ali. Por isso, talvez, a cidade seja conhecida por “Le Petit Provence”, de tanta influencia e semelhança com a região da Provence.  Acredito que os franceses quiseram criar algo que os ajudassem a viver em no exílio.

Realmente a cidade têm muitos campos de lavandas, vinhos nobres e a gastronomia é de altíssimo nível.

Você verá essa herança claramente nas vinícolas de Franschhoek. A maioria possui nomes franceses, como: La Motte, Provence, La Dauphine, Delaire, Houte Cabrierè, entre outras.

De fato, a influência holandesa e francesa foi muito marcante e perdura até hoje. O cultivo da uva e o excelente vinho foram a principal herança deixada pelos europeus.

FRANSCHHOEK Melhor gastronomia da Africa do Sul

Restaurantes de Franschhoek

Sem falsa modéstia, a cidade se autodefine como a capital gastronômica da África do Sul. Não é para menos, já que contam com os estrelados Tasting Room, um dos melhores do país. E ainda os incríveis: o Houte Cabrière, La Mote e o Reubens. Vou te contar que o Houte Cabrière merece um post só para ele. Foi o melhor jantar que tivemos na África do Sul.

Tasting Room

Colocaria o Tasting Room como parada obrigatória para quem vai a Franschhoek. Premiado como um dos 50 melhores restaurantes do mundo, é liderado pela reconhecidíssima chef de cozinha Margot Janse.

O restaurante prima pelo seu ritual gastronômico com diferentes pratos que celebram a culinária africana, com um toque bastante contemporâneo. Margot tenta explorar os sentidos de seus comensais e realmente consegue deixar seus clientes com um sorriso no rosto. O restaurante pede sua disponibilidade por três horas e meia, para que aprecie com calma todos os pratos.

Mas anote essa dica: É fundamental fazer reservas com no mínimo 3 meses de antecedência. Quando eles abrem a agenda ela lota em 2 dias.

O Tasting Room fica dentro do Quartier Français, em Franschhoek. Um lugar de decoração super moderna e elegante. Vale muito a pena! Atenção: é preciso fazer reserva e não há disponibilidade para quem não fizê-la. Durante a alta temporada, pede-se que a reserva seja feita com quatro meses de antecedência. Isso realmente comprova a qualidade do lugar!

Os campeões

Além do Tasting Room, outro restaurante que nos surpreendeu demais foi o Haute Cabrière. Ficamos apaixonados pelos vinhos e o menu degustação. Esse foi nosso preferido, sem nenhuma dúvida.

O restaurante fica em uma gruta, em cima de um vale de onde você poderá observar toda a cidade. A vista do vale ao por do sol, é lindíssimo e muito romântico. Aliás, Franschhoek é uma cidade romântica, ideal para casais.

Jantamos e tomamos vários vinhos inesquecíveis deles. Trouxemos vários para o Brasil, porque não os encontro por aqui. Uma pena, esses vinhos sul-africanos são maravilhosos.

Boschendal

No dia seguinte, decidimos fazer um picnic na Boschendal e aproveitar nossa manhã degustando vinho. Foi uma experiência muito legal. Você compra uma cesta para casal por 84 rands (R$21,00) por essa cesta maravilhosa cheia de queijos, vinhos, pastas, patê de fois gres, pães, geleias e tortas. Eu nem preciso dizer que vale a pena, né?

Picnic na Boschendal

Uma lista das melhores vinícolas de Franschhoek.

  • La Motte – Particularmente, uma das minhas preferidas! Excelentes vinhos, restaurante, visual lindo. Pacote       completo, vale a visita. O tour guiado com degustação é maravilhoso.
  • Boschendal– Fazenda centenária e mantém a “casa sede” aberta a visitas como um museu. Propriedade enorme, também muito bonita de visitar. É possível fazer passeio a cavalo, picnic debaixo dos carvalhos e tem degustação acompanhada de chocolate. Tem vinhos para todos os bolsos.
  • Môreson– Boa opção para quem gosta de vinho espumante, o cap classique. Nesta propriedade familiar, você tem a opção de fazer cursos de pão e chacuteria.
  • Haute Cabrière– Excelente vinho branco. Gosto muito do blend de Chardonnay e Pinot Noir. O restaurante tem uma comida maravilhosa também, super bem cotada. Nesta vinícola, o diferencial especial e exótico é que, aos sábados, o pessoal usa a técnica francesa Sabrage para abrir uma garrafa de vinho. Essa técnica aplica a espada de sabre. Adiciona um certo drama ao momento! Você também pode comprar uma espada de lembrança (rs).
  • Grande Provence– Restaurante também muito recomendado. Se for almoçar, é possível sentar ao sol e curtir a vista. É ainda uma boa opção para fazer uma degustação vespertina com aperitivos. Quem quiser esbanjar pode alugar uma casa na propriedade para passar umas noites.

Bônus – duas propriedades gostosinhas para passear

Babylostoren – Essa vinícola é, na verdade, uma fazenda estilo Cape Dutch. Aqui, você pode passear pelos jardins de frutas e vegetais, pode degustar queijo, pães e licores na loja, relaxar no SPA, passar a noite no hotel e até fazer wine tasting. Uma visita bem agradável.

Franschhoek Motor Museum no Anthonij Rupert Estate – Você pode visitar este museu com mais de 80 carros antigos, super vintage. Boa opção para quebrar a sequência de wine tastings

O que fazer em Franschhoek?

Bem são inúmeros os passeios para os amantes dos vinhos e gastronomia. Além de visitar as vinícolas, um dos passeios tradicionais da cidade é o Franschhoek Wine Tram.

Sempre ouço sobre esse passeio. Eu confesso que achei as vinícolas menos interessantes que as que fui sozinha. Mas é um passeio barato e muito bacana para quem está em turma.

Você pode também andar pelo centro e visitar a Feira de Franschhoek. Essa feira é de artesanatos locais. O que me chamou atenção foram as coisas lindas feitas em madeira.

Além disso o centro de Franschhoek é cheio de galerias de arte. Uma loucura, você fica querendo trazer tudo, até o pequeno elefante de 100 kg pra colocar na sua casa.

SE ESTIVER PROCURANDO HOTÉIS, VEJA NOSSAS DICAS:

hotéis em Frankchhoek

Dicas de Franschhoek

Em todas as vinícolas de Franschhoek, ao comprar uma garrafa, não pagamos a degustação.

Não pagamos excesso de bagagem ou tivemos qualquer tipo de problema em trazer 26 garrafas de vinho.

As taças de cristal também são baratíssimas e, em algumas vinícolas, eles embalam, por uma média de R$ 5 por taça, e ainda vêm com o nome da vinícola, um charme. Trouxemos na mão e valeu o esforço. Nenhuma quebrou.

SITE COM OS MELHORES VINHOS DA REGIÃO COM NOTAS E DESCRITIVOS

By | 2017-08-15T13:50:36+00:00 maio, 2017|ÁFRICA DO SUL, ENOTURISMO, FRANSCHHOEK|

2 Comments

  1. Mariana 28 de julho de 2017 at 23:57 - Reply

    Olá,

    onde vocês se hospedaram em Franschhoek?

    • Camila 1 de agosto de 2017 at 23:27 - Reply

      Boa noite. Em Franschhoek nós ficamos em dois lugares. A primeira noite no Mont Martre Ghest Chalê

      A segunda noite ficamos em na vinícola Le Cabriere e amamos os dois. São menos chiques que o Delaire, mas são lindos, bem decorados e amamos mesmo.

Leave A Comment