VILLA ANGOSTURA: UM DOS CENTROS DE ESQUI MAIS LEGAIS DA ARGENTINA

Já ouviu falar em Villa Angostura?

Villa La Angostura fica localizada no coração do Parque Nacional Los Arrayanes, aos pés da Cordilheira dos Andes, e rodeada por vastos bosque está Villa Angostura.  Seu nome peculiar se deve à sua localização privilegiada: no istmo (também chamado de angostura) da península Quetrihué. Uma verdadeira jóia da natureza que oferece paisagens deslumbrantes a turistas de todo o mundo.

Diferente de sua vizinha San Carlos Bariloche, que possui as baladas mais famosas da Patagônia, Villa La Angostura aparece como um destino mais tranquilo e natural.

A cidade conserva o espírito mágico e acolhedor dos tradicionais povoados da região. Porém, também reserva atrações para quem quer deixar fluir o espírito aventureiro em contato com a natureza selvagem e esplêndida da Patagônia.

Sem falar na excelente gastronomia regional e dos vinhos mais austrais do mundo que dão o que falar no mercado internacional.

Villa la Angostura é o lugar ideal para desfrutar: momentos em família, momentos românticos ou radicalizar nos esportes. Por isso, trazemos as melhores dicas para você já ir planejando suas próximas férias em de verão ou inverno.

Região de snow américa do sul

Cerro Bayo – Villa Angostura

História de Villa La Angostura

A história de Villa La Angostura se cruza e se parece a de suas cidades vizinhas de San Carlos Bariloche e San Martín de los Andes. Já que a Patagônia se caracterizou por um desenvolvimento bastante tardio em relação às grandes cidades do Norte argentino.

O clima extremamente frio combinado à fauna e flora selvagens da região patagônica criava um cenário inóspito para a grande maioria dos europeus. Isso fez com que as expedições desbravadoras fossem muito posteriores à chegada de Colombo ao litoral argentino.

A história propriamente relatada da região patagônica onde se encontra Villa La Angostura começa em 1902. Ano em que o Governo Argentino resolve criar e proteger a então chamada Colônia Nahuel Huapi.

Porém, o progresso só fez realidade depois da instalação do primeiro telegrafo austral do país. O pioneiro Bariloche – Puerto Blest se inaugura na década de 20.

O desenvolvimento turístico começa na década de 30 e se concentra principalmente em Bariloche. Com a expansão das ferrovias, o Governo realizou campanhas para promover o turismo e o povoamento da região.

Villa La Angostura, tal como se conhece hoje, é reconhecida e delimitada como cidade na década de 40. Desde então, o número de turistas só aumenta.

Nahuel Haupi. San Carlos de Bariloche

Cidade de Villa Angostura

Como é Villa La Angostura hoje?

Villa La Angostura integra a província de Neuquén, rica em muitos aspectos. Em seu solo, foram descobertas inúmeras reservas de petróleo e também um inestimável valor arqueológico.

O avanço das técnicas de vinicultura permitiu expandir a plantação de uvas e produção de vinhos para a região patagônica. Neuquén se destaca a nível internacional pela qualidade e sabor dos vinhos mais austrais do mundo.

Hoje em dia, Villa La Angostura contribui ativamente para a riqueza de sua província, economicamente e culturalmente. O turismo é o maior responsável pelo pib da região. A cidade cresceu e se modernizou graças ao “boom turístico” da Patagônia.

Mesmo tendo pequeno porte, a cidade conta com sofisticados setores de hotelaria, comércio e prestação de serviços ao turista. Incluindo casas de câmbio e bancos com caixas eletrônicos para saques internacionais. Isso tudo contribuiu muito para que o número de turistas aumente a cada ano.

Como chegar a Villa La Angostura?

A CVC possui inúmeros pacotes de viagem para Bariloche e também pacotes para Villa Angostura. Mas se você prefere viajar sozinho vamos dar várias dicas de como chegar na região.

De avião

A forma mais fácil de chegar a Villa La Angostura é de avião. Em menos de 2 horas, o avião que sai de Buenos Aires pousa na cidade patagônica. É a opção mais vantajosa para quem dispõe de poucos dias de férias ou prefere viajar mais confortavelmente.

As companhias áreas que operam no trecho Buenos Aires – Villa La Angostura são: Aerolíneas Argentinas (inclui Austral) e LATAM.

Recomenda-se sair do Brasil com os voos já programados. Isso diminui o tempo de conexão e oferece melhor custo-benefício na compra de passagens.

De ônibus

As passagens de ônibus para Villa Angostura são mais econômicas que as de avião, porém, o tempo de viagem é muito superior e o conforto é bem menor. Gasta-se quase 40 horas entre ida de volta, o que significa menos 3 dias para aproveitar Villa La Angostura.

As companhias interprovinciais que prestam este serviço são: . A maioria oferece serviço de compra e pagamento online em seu site oficial.

Estradas ARgentina. Villa angostura

Estrada para Villa Angostura no Verão

De carro

Nós preferimos viajar a Villa La Angostura de carro. Fizemos o caminho 2 vezes. E garanto que o caminho é  um espetáculo a parte. As paisagens deslumbrantes valem a pena todo o investimento de tempo, dinheiro e esforço.

A beleza do caminho é tão abundante que até os pontos de ônibus são mirantes espetaculares.

Nosso plano era cruzar toda a Patagônia Argentina, percorrendo a famosa Ruta 40. Esta lendária estrada argentina atravessa o país desde o extremo Norte ao extremo Sul, bordeando a Cordilheira dos Andes.

Sempre que viajamos de carro gostamos de ir parando pelo caminho, para poder conhecer os pequenos povoados e a cultura regional de seu povo. Por isso sempre preferimos alugar um carro, que nos dá mobilidade e liberdade de horários.

A maioria das estradas da Argentina está em excelente estado, são seguras e bem sinalizadas. Além disso, as pessoas são cordiais e pacientes para orientar os turistas. Porém, é sempre bom levar um mapa, GPS ou bom plano de dados para usar o google maps.

Nossa Rota

Nós saímos de Buenos Aires em um domingo, pois o trânsito é menos intenso. Começamos a viagem tomando a Ruta 3 até chegar à cidade de Bahia Blanca. Daí, ficamos atentos ao empalme com a Ruta 22. Seguimos nesta estrada até passar a cidade de Neuquén e chegar à Zapala. Aí é onde a Ruta 22 se encontra com a Ruta 40.

Chegando à Ruta 40, seguimos em direção ao Sul até chegar a Villa La Angostura. A estrada está muito bem sinalizada e é quase impossível de se perder.

A viagem de Buenos Aires a Villa La Angostura soma cerca de 1600 km. Nós fizemos o trajeto em 5 dias, pois fomos parando nas cidades que nos interessavam. Porém, a média de tempo para este percurso é de 2 dias e meio.

Em nossa primeira viagem, por volta de 2008, passamos por muitos caminhos de pedra e terra, o que exigiu bastante do carro. Atualmente, a pavimentação da Ruta 40 já foi concluída, o que significa comodidade, menor tempo de percurso e melhor rendimento do combustível.

Há postos de combustível espalhados por toda a Ruta 40. A maioria é da marca YPF e os serviços são muito bons. Não tivemos qualquer inconveniente para comprar agua, comida ou outros suprimentos.

Entretanto, o ideal é encher o tanque sempre que encontrar um posto com bom preço e bom serviço. Alguns povoados menores sofrem de “desabastecimento” de combustível. Aconteceu com a gente na primeira viagem e tivemos de esperar mais de 24 horas para que o caminhão de combustível chegasse à cidade.

Dica importante:

Imprevistos sempre podem acontecer e aumentar o tempo de viagem. Por isso, é sempre bom calcular com flexibilidade as datas de ida e volta ao Brasil. Quando se optar por viajar de carro longas distâncias, o ideal é calcular 1 dia a mais para a dia e 1 dia a mais para a volta.

Quando ir a Villa La Angostura?

Pode-se desfrutar da Patagônia em todas as temporadas, é só saber aproveitar as diferentes atividades que as cidades oferecem em cada estação.

Tivemos a oportunidade de viajar a Villa La Angostura no verão e no inverno. Na primeira vez, fomos em Fevereiro. Na segunda, aproveitar a neve em pleno Julho.

 

Villa la Angostura Harbour. Neuquen Province

Villa Angostura no Inverno

Villa La Angostura no inverno

A temporada mais badalada de Villa La Angostura é o inverno. Toda a Patagônia recebe muito turismo nesta estação graças aos centros de esquis, à boa gastronomia e às panorâmicas deslumbrantes da Cordilheira dos Andes.

Quando fomos em Agosto, conseguimos esquiar (ou tentar, pelo menos!) no famoso Cerro Bayo Ski Boutique. Não precisamos comprar as roupas e os equipamentos para o esporte, pois o próprio estabelecimento aluga para os turistas. É uma boa opção para não carregar peso em excesso na bagagem.

O inconveniente de viajar de carro nesta região durante o inverno é que os caminhos se tornam escorregadios com a neve e o gelo. Por isso, é necessário redobrar a atenção para as estradas e diminuir a velocidade, o que aumenta o tempo de viagem e cansa bastante os olhos.

Também é preciso ter muito cuidado com o frio. As temperaturas no inverno possuem mínimas inferiores a 0ºC e máximas que não costumam superar os 16ºC. Na bagagem, não podem faltar casacos, luvas, meias grossas e cachecóis.

Villa Angostura. San Carlos de Bariloche

Imagem do Lago no Verão

Villa La Angostura no verão

A verdade é que, contrariando o gosto da maioria, nós gostamos de Villa La Angostura mais durante o verão. A cidade está mais luminosa e repleta de flores. Parece saída de um conto de fadas. As pessoas parecem mais felizes e desfrutam da vida ao ar livre.

Quando viajamos em Fevereiro, conseguimos mergulhar nos lagos que compõe o famoso Caminho dos Sete Lagos e aproveitamos os longos dias ensolarados nas praias naturais. Pode parecer frio, mas banhar-se nas águas cristalinas da Patagônia em pleno verão é revitalizante.

Participamos da Festa Nacional dos Jardins, que ocorre todo mês de Fevereiro e mobiliza a cidade. As prefeituras de Villa La Angostura e Bariloche se unem para oferecer desfiles, mostras, shows e diversas atrações gratuitas.

Também preferimos viajar durante o verão, pois os dias patagônicos são mais duradouros. O sol nasce por volta das 5h e se mantém até 20h. É muito produtivo para avançar quilômetros e as estradas estão secas e seguras.

O único inconveniente de viajar de carro no verão é que a região patagônica se torna extremamente seca e a incidência dos raios solares é intensa. Por isso, é necessário tomar muita água, usar protetor solar mesmo dentro do veículo e proteger os olhos e a cabeça com óculos de sol, bonés ou chapéus.

Agora que você já conhece a história e sabe como chegar a Villa La Angostura, convidamos a conhecer as dicas sobre hospedagem, atrações turísticas e de gastronomia regional no nosso próximo post sobre esta cidade.

 

By | 2017-09-18T18:41:17+00:00 set, 2017|ARGENTINA, VILLA ANGOSTURA|

Leave A Comment

Que tal viajar com sua família Pelo Mundo
Sem pagar nada para isso
respeitamos sua privacidade, não praticamos spam.