CHIANG MAI: UM REDUTO ESPIRITUAL E CULTURAL DO NORTE DA TAILÂNDIA

Chiang Mai uma agradável surpresa

Chiang Mai é a segunda maior cidade da Tailândia e também a capital cultural do país. Ela se destaca por sua história. Foi capital do reino Lanna por 472 anos, e manteve enraizada em sua cultura toda a majestade do período desse reinado.

Hoje Chiang Mai se tornou muito diferente da capital do país, Bangkok, e dos distritos do sul e sudeste. Tendo preservado muitos aspectos originais da cultura tailandesa.

Aqui você encontrará um clima muito diferente e exótico. Ótimo para quem busca paz espiritual, Chiang Mai abriga mais de 300 templos diferentes.

Esse é o lugar ideal para quem busca um maior conhecimento da cultura tailandesa e relaxamento.

Diferentemente da capital Bangkok, Chiang Mai é mais tranquila e rural. Mas a cidade tem muita coisa para fazer e você com certeza encontrará certa dificuldade na hora de decidir onde ir. É por isso que estamos elaborando esse guia para ajudar.

CHIANG MAI TEMPLOS

Quando ir à Chiang Mai?

Visitamos Chiang Mai em julho, período de baixa temporada e dito época das monções. Esse nome assusta e eu esperava ver o céu caindo. Mas para nossa alegria, tivemos dias que alternavam entre ensolarados e nublados. A única coisa comum todos os dias era o calor. Fiquei imaginando como seria no verão, porque se agora já estava quente imagine nos períodos de alto verão.

Como o clima está meio inconstante, eu te digo para ir quando lhe for conveniente. É sabido que de novembro a abril é o período de secas, mas em 2017 por exemplo, janeiro choveu muito em todo o país. Então, confie na sua sorte e espere uma boa promoção.

Nos meses mais quentes – como abril -, quando fica mais desagradável viajar pelas cidades do sul do país, Chiang Mai pode ser uma boa opção. Uma cadeia montanhosa pertencente a cadeia do Himalaia mantem o clima da região bem mais ameno. Fazendo com que Chiang Mai mesmo que quente não beire o insuportável, como Bangkok.

Então nossa dica é sempre: Vá em períodos de baixa temporada. As cidades estão sempre mais vazias. Os hotéis sempre mais baratos e os restaurantes atendem melhor. Eu curto demais viajar em baixa.. E se tem um período que indico é esse que nós fomos.

Agora, se você não se importa com filas e templos lotados. Novembro que é início do verão no país, acontece o famoso FESTIVAL DE LANTERNAS, Loi Krathong, em Chiang Mai. Então se você não é avesso a lugares mais cheios essa é a melhor época para ir. Vamos falar mais sobre a parte histórica do festival das lanternas e seus significados em outro post.

Os principais pontos turísticos de Chiang Mai

TEMPLO EM CHIANG MAI

Principais pontos turísticos

Bem como já falamos em outro post, nós tínhamos poucos dias em Chiang Mai e queríamos aproveitar ao máximo. Por isso contratamos uma guia turística local, que além de falar inglês nos levaria direto nos pontos que definimos para otimizar nosso tempo.

Thanyalak “Banyen” Rousset / Tour Guide
Phone / Whatsapp: +66869148673
email: banyen50290@gmail.com

E foi a melhor escolha que já fizemos. Combinamos tudo antes, acertamos e na hora. Mudamos tudo e fomos alterando o percurso. E a nossa guia simplesmente nos atendia com a maior paciência e gentileza do mundo.
Vamos listar os mais turísticos de fato e os que mais gostamos.

Wat Chedi Luang

Wat Chedi Luang é um tempo budista localizado no centro histórico de Chiang Mai, na Tailândia. O espaço agora ocupado pelo tempo era originalmente composto por três templos: Wat Chedi Luang, Wat Ho Tham e Wat Sukmin.

Esse templo foi o primeiro lar do Buda Esmeralda, que agora se encontra em Bangkok. Ele é hoje o coração da cidade antiga de Chiang Mai. O lugar abriga diversas estátuas douradas e uma réplica de seu Buda mais famoso.

Repare no teto, que foi parcialmente destruído em um grande terremoto em 1545. Pelo seu valor histórico ele está listado desde 1990 pela Unesco como patrimônio cultural da Tailândia. Uma curiosidade é que resolveram manter o templo em ruínas para manter seu valor histórico e não o restaurar. Realmente ele é belíssimo.

Wat Phratat Doi Suthep

Esse é um dos templos mais bonitos da Tailândia. Sua riqueza é dourados são de uma beleza inesquecível. E também é o templo mais cheio de histórias de todos que passamos em nosso período na Tailândia.

Reza a lenda que um monge chamado Sumanathera do Reino Sukhothai teve um sonho. Nesta visão, foi-lhe dito para ir a Pang Cha e procurar uma relíquia. Ele foi ao Pang cha e encontrou um osso que acreditava ser de Sidartha Gautama, O Rei Nu Naone de Lan Na ouviu falar e pediu ao monge para trazer para ele, que colocou a relíquia no dorso de um elefante branco e o pediu para encontrar um lugar para a relíquia. O elefante saiu andando pela mata e subiu o monte Doi Suthep, morrendo ao chegar ao cume, o que foi considerado um presságio. O Rei mandou então que construíssem imediatamente um templo no local.

Bem, se lenda ou não, não sabemos. Mas o fato é que esse é um dos templos mais belos do país e o principal templo de Chiang Mai. Ele fica no topo da montanha – a 2 mil metros de altitude -, proporcionando uma bela vista de toda cidade.

chiang mai

Wat Phra That Doi Kham (Temple of the Golden Mountain)

Esse Wat (templo) fica em uma montanha acima da encosta do incrível parque Royal Park Rajapruek.
Com sua estátua de Buda com 17 metros de altura, o Templo da Montanha Dourada é mais um daqueles lugares que você não pode perder. A grande vantagem é que ele ainda é pouco visitado por turistas. Foi construído no século 7. Suas cores são ricas e alegres, além da arquitetura em harmonia com a natureza ao redor. O visual do templo é INCRÍVEL
Uma alternativa menos movimentada de templo.

Parque Royal Park Rajapruek

Esse parque é um dos parques mais lindos que já visitei na vida. Sua estrutura, paisagismo e construções com arquiteturas do período Lanna e do mundo todo, o faz único no mundo.

O parque Royal Park Rajapruek foi construído em homenagem ao Rei Bhumibol Adulyadej, o Rama IX. O parque é enorme mas você pode percorrer ele de bondinho gratuito ou alugar bicicletas se for mais aventureiro. O parque possui inúmeras atrações. Uma réplica do Palácio em Bangkok, um templo lindo, um orquidário esplendido, já que o Rei era apaixonado por orquídeas. Ainda uma exposição permanente que conta a história do Rei Rama que o fará entender porque esse rei era tão adorado.

Foi o ponto alto da nossa viagem e merece muito ser visitado. Para visitar o parque você irá gastar meio período do dia, umas 5 horas ao todo. Ele fica a apenas 90 km do centro de Chiang Mai e o transito é super fluido.
Simplesmente imperdível!

Visitar uma Fazenda de Elefantes em Chiang Mai

Dia de fazer outro passeio imperdível em Chiang Mai, Visitar uma fazenda de elefantes. Nós fomos e foi um dia mágico.

Sempre digo que vale a pena checar quais abusam os animais, quais realmente tratam e que quais permitem que os turistas andem nos elefantes. Vamos soltar em breve um post dando as dicas que vimos de lá.

Esse foi sem dúvidas o programa mais caro que fizemos. Pagamos 1200 bahts de ingresso, o que é muito salgado para o que é cobrado na região. Percebemos que por ser turístico eles cobram um preço “convertido”.
Como sempre digo, passeios com preços turísticos. Mas mesmo assim, são R$ 120,00 e nós super indicamos esse passeio.

Fomos cedo, chegamos na fazenda e pudemos curtir os elefantes, entrar com eles no ria e alimentá-los. Foi sensacional. Nessa fazenda eles oferecem uma roupa, que parece uniforme de hospício, não vou mentir. E no final você pode tomar banho para tirar o cheirinho ameno de elefante.

Se vocês virem as imagens, um filhote de elefante quis “brincar”comigo e quase me esmaga. Além de me sujar toda. Mas foi lindo, mágico e muito divertido.

Leve: Roupas de banho, chinelo, toalhas do hotel porque nem sempre elas estão cheirosinhas e um sabonete.

Fomos com um tour que contratamos e já passamos o contato acima.

Night Bazaar Localizado na cidade antiga, o abriga uma série de barracas que oferecem opções de alimentação – baratas e deliciosas - e comprinhas para levar pra casa. Uma coisa legal de fazer lá é a decoração de mãos com hena. É uma arte muito bonita! Sunday Market Essa feira acontece pelas ruas da Old City aos domingos como o nome mesmo diz. São inúmeras barraquinhas de artesanatos, comidas, roupas e muitos objetos típicos. Vale a visita! Elephant Nature Park Aqui ficam abrigados diversos elefantes resgatados dos maus tratos sofridos pela exploração e tortura de comerciantes que os adestravam para entreter turistas. Você não poderá subir neles, mas terá um contato diferente e mais correto do que os que são oferecidos por exploradores. Gostou das dicas? Temos uma série de posts com dicas para quem planeja visitar a Tailândia. Leia os antigos e continue acompanhando o nosso blog para não perder nada. Se você tem alguma dica de lugar que não abordamos aqui, deixe sua sugestão nos comentários.

Os famosos mercados de Chiang Mai

Saturday Market

Esse mercado é o point de comprinhas em Chiang Mai. Uma feira cheia de artigos artesanais lindos, lanternas, roupas e artigos em couro. Tudo muito barato e bonito.

Apesar do mercado de sábado ser menos cheio que o de domingo, eles vivem cheios. E claro que a cidade é turística, então eles sabem bem aproveitar disso. Então nossa dica é pechinche.

As barraquinhas ficam ao longo de várias ruas no centro da Old City. E as ruas ficam lotadas. O único incoveniente é que fica muito cheio. Mas existem vários bares e restaurantes ao redor que você pode facilmente se sentar e ver o movimento.

Como chegar: Localizado na Wualai Road, atrás do Chiang Mai Gate (na parte sul da Cidade Antiga).

Sunday Market

Bem parecido com a feira de sábado, mas esse é bem mais turístico. Vive cheio. Outro point de comprinhas em Chiang Mai, legal para decoração e lembrancinhas.  O único incoveniente é que fica muito cheio, então para quem não curte lugares cheios ele é meio agoniante. Lembrando que fomos na baixa temporada. Meu marido ficou tomando uma cerveja e esperando no restaurante do hotel Tamarindo.

Você vai encontrar nessa feira as mesmas barraquinhas que encontrou no Saturday Market no mesmo lugar.

Como chegar: O Sunday Market rola na Rachadamnoen Road, na Cidade Antiga, bem atrás do Thapae Gate.

Night Bazaar

Agora se você foi a Chiang Mai e não ficou para o final de semana, você tem a opção de visitar o  Night Bazaar. Esse mercado é bem grande, bem maior que os outros. E super, super turisticos. Ou seja, aqui a prechincha tem que rolar solta.  É um mercadão municipal com artigos tailandeses. E mais uns artesanatos e roupas no meio. kkkkk

Como chegar: O Night Bazaar fica do lado leste Old City. No cruzamento das  ruas Tha Pae e Chang Klang. Você pode ir caminhando se estiver no centro da Old City (Cidade Antiga), ou então pegue um tuk tuk.

Nosso hotel nos dava um shuttle que poderia parar na porta.

Massagens em Chiang Mai

Nosso SPA (ou como eles chamam “sapa”) preferido da Tailândia toda é o LET’S RELAX. Gente, foi esse SPA que usamos todos os dias no Grand Centre Point e ficamos apaixonados. Contamos como foi nossa hospedagem nesse hotel em outro post e falamos do SPA. Olha, sem jabá, sem nada em troca. Simplesmente por amor, se estiver indo a Tailândia, vá ao Let’s Relax. É uma rede de SPAs todos com o mesmo padrão de atendimento e limpeza. Item número zero que olho. Os preços são muito baixos. Fomos no SPA de todos os hotéis que ficamos. Fomos em shopping. E nenhum foi igual… Infelizmente.

Em Chiang Mai ele fica ali na rua do Sunday market. Vale muito a pena!

Como ir: Chiang Mai Pavillion , Chang Clan Road, Night bazaar, Muang, Muang Chiangmai, Chiang Mai .

Aulas de culinária

Fizemos as aulas de gastronomia no North Hill City Resort, que foi o hotel que ficamos. Adoramos tudo e contamos nossa experiência em detalhes aqui no blog. Leia o post sobre o hotel e como foi nossa hospedagem lá.

Gostou das dicas?

Temos uma série de posts com dicas para quem planeja visitar a Tailândia. Leia os antigos e continue acompanhando o nosso blog para não perder nada. Se você tem alguma dica de lugar que não abordamos aqui, deixe sua sugestão nos comentários.

hotéis baratos
By | 2017-08-15T13:50:20+00:00 jul, 2017|CHIANG MAI, TAILÂNDIA|

Leave A Comment