Que têm brasileiros espalhados pelo mundo, já imaginávamos. Mas que existia tantos brasileiros na Bulgária, isso foi uma novidade.

A Bulgária é um país pouco popular entre os brasileiros quando se trata de destino de viagem, mas você sabia que a comunidade de brasileiros vivendo no país é relativamente grande? Existem diversos brasileiros jogando futebol em times búlgaros, por exemplo, brasileiros e brasileiras casados(as) com cidadãos búlgaros e contratados de multinacionais vivendo em Sofia ou Plovdiv, as duas maiores cidades do país.  Outra curiosidade: A comunidade búlgara no Brasil também é bem grande.

Porque os brasileiros estão escolhendo a Bulgária

O que faz os brasileiros deixarem o próprio país para tentar a vida na Bulgária é o custo de vida. Na contramão dos que deixam as terras búlgaras vão em busca de maiores salários. O salário mínimo na Bulgária, hoje, é de pouco mais de 200 euros*. O que não é exatamente o ideal para viver bem no país, então o que tem atraído tantos brasileiros para a Bulgária? Estrangeiros costumam ganhar melhor que os locais. E a qualidade de vida, de quem ganha pouco é muito melhor na Bulgária do que no Brasil.

A contratação de uma pessoa sem passaporte europeu ou permissão de trabalho costuma ser bem mais complicada e demorada.

Caso você esteja numa situação onde só pode desembolsar um salário mínimo, o ideal é ter alguém com quem dividir as despesas, como aluguel e contas fixas, para conseguir viver um pouco mais confortável.

Moradia

Em Sofia, o aluguel de um apartamento de 3 quartos no centro da cidade pode chegar a 500 euros – o que fica mais fácil se dividido em mais pessoas. Fora do centro da cidade, um apartamento pequeno custa em torno de 150 euros. As contas fixas – água, luz e gás – costumam ficar em torno de 40 euros para uma pessoa que mora sozinha. A internet no país é uma das mais baratas e rápidas da Europa, existindo planos de qualidade por menos de 10 euros.

Se sua vontade é morar no litoral, Varna pode ser seu destino. A terceira maior cidade do país tem preços bem mais convidativos, fica na costa do Mar Negro e tem praias paradisíacas a poucos km de distância. O aluguel de um apartamento pequeno no centro da cidade sai por, no máximo, 200 euros. Fora do centro, é possível encontrar apartamentos de 100 a 150 euros mensais. As contas básicas não costumam ultrapassar 30 euros (elas variam de cidade para cidade pois existem taxas municipais inclusas).

Despesas com alimentação

As compras de mercado do mês podem preocupar algumas pessoas, mas os preços são absurdamente baixos. Apesar do valor final variar de acordo com a dieta de cada um, alguns exemplos gerais são as verduras e frutas: 1kg de maçã custa menos de 1 euro, 1kg de cebola menos de 50 centavos de euro e o quilo do tomate custa menos de 1,50 euro. Os valores podem variar um pouco de acordo com a rede de supermercados, mas é possível fazer a compra completa do mês de uma pessoa com menos de 100 euros. Entre as redes mais populares do país estão Carrefour, Kaufland, Penny Market, Billa e Lidl.

Transporte

O transporte público na Bulgária funciona muito bem e em quase todas as cidades. O valor pago por passagem é: 50 centavos de euro. Apesar de existirem passes e cartões, ainda é possível comprar seu bilhete diretamente com o motorista caso você não consiga adquirí-lo nos quiosques que normalmente ficam próximos aos pontos de ônibus mais populares.

Telefonia

Você é do tipo que não para em casa e precisa de um chip com muitos minutos e internet 4G?  Existem planos da Telenor a partir de 3 euros. A Vivacom também tem planos nesta faixa de preço, com benefícios diferentes. A dica é visitar as duas operadoras e pedir auxílio dos atendentes antes de fechar negócio.

A maior despesa com uma mudança de país é chegar até o novo destino. Uma vez lá, o custo de vida pode ser bem mais baixo do que o que você está acostumado hoje. O que torna a adaptação muito mais simples.

A Bulgária é um país muito rico em diversos aspectos e que está se desenvolvendo cada vez mais. Apesar de poucos locais falarem uma segunda língua, eles são muito abertos à imigração. Programas do governo também incentivam estrangeiros a imigrarem para o país. Porque a população tem baixado com o passar dos anos. Então, que tal começar a considerar a Bulgária como um opção para morar no futuro?

* A moeda oficial da Bulgária é o LEV. O euro tem valor fixo no país: 1 euro equivale a 1,95 LEVS. É normal alguns preços serem apresentados em euro e então convertidos. A conversão do euro não varia e é algo para turistas prestarem atenção nas casas de câmbio. Normalmente e ao contrário do Brasil, os maiores bancos têm as melhores tarifas para euro, dólar e outras moedas populares.