Depois de nosso 1º dia intenso em Tóquio, demos preferência à caminhar pelas ruas com mais calma. Visitamos o Tsujiki, o Ueno e Akihabara, conhecido também como Akiba. Saímos do hotel em Ginza e fomos caminhando até o Mercado de peixes Tsujiki. Foram cerca de 15 minutos caminhando. Fomos admirando os contrastes da cidade e aproveitando o clima bem ameno que estava fazendo. Como era um domingo, a rua estava bem tranquila. Quisemos ir cedo pra ver o leilão dos peixes.

Uma coisa muito interessante que vimos pelo caminho foi um desenho nas ruas com a orientação de que é proibido caminhar fumando!! Parece estranho, não? Mas, se pensarmos bem, é muito civilizado!

placas de não fumas nas ruas de Tóquio

Tsujiki Fish Market

O Tsujiki é conhecido mercado do peixe de Tóquio. Aqui são ruas e ruas com as mais diversas especiarias do mar. Além das bancas, o mercado conta com lojas de cerâmicas e produtos  e artigos de cozinha. Neste mercado o cheiro do peixe não é tão marcante quanto em outros que já conheci. Os produtos são disponibilizados nas bancas de forma ordenada e são sempre bem frescos. Dá vontade de sair experimentando tudo!!

Nosso arrependimento foi ter ido logo após o café da manhã. Não tinha mais espaço pra comer tudo o que eu queria! Era cada sushi, sashimi, lagosta, caranguejo… E doces! Há diversas bancas de doces e mais doces.

Tsujiki fish market

No Tsujiki encontramos umas iguarias muito diferentes: ouriços, mini camarões, mini peixes, intestino de lula e outras coisas desse tipo… São muito consumidas no Japão. Confesso que não tive coragem de experimentar…

Nossa intenção de ver o leilão do atum furou, mas conseguimos ver o começo do processo. Um atum enorme chegando na banca para venda. Logo as pessoas começam a se aglomerar para tirar fotos (como nós) e filmar. Quando a gente vê aquelas fatias fininhas de atum, não podemos imaginar o tamanho do peixão que ele é! Pelo menos eu, não!

Tsujiki fish market tuna

Como nossa próxima parada era um parque Ueno, decidimos comprar um caranguejo pra levar de almoço! Algumas patas do king crab assadas. Eles embalam pra viagem. O preço é um pouco salgado. Custou cerca de USD$40,00 uns 300g! Mas valeu a pena.

Metrô

Para o parque Ueno nós pegamos o metrô.  Perto de Tsujiki há uma estação que é na mesma linha do Ueno.  Comprar o ticket é muito fácil. Basta olhar o mapa, acima dos caixas, e ver sua rota. Depois, basta ir na máquina e comprar seu bilhete por trajeto. O valor do bilhete para cada estação está escrito no mapa.

mapa metro Tóquio

A máquina tem as instruções em inglês, o que facilita a nossa vida. Os bilhetes podem ser comprados por trajeto, por horas e por dia inteiro. A máquina aceita cartões de crédito, notas e moedas.

Metro Tóquio

Compramos o bilhete de 24h que saiu por 600 ienes, pois íamos passear o dia todo. Depois disso, basta ficar atento à plataforma e à direção do metrô e, pronto. As estações são avisadas em inglês. Uma dica: a estação do Ueno é toda desenhada de pandas!!! Não há como errar!

Parque Ueno

Ueno é um parque completo. Tem templos,  museus, jardim botânico e o zoológico. Nosso foco era passear no Zoo e ver os pandas gigantes. Ao chegarmos à estação subimos a escada até o parque e fomos caminhando para o Zoo. Todo o parque é muito bem sinalizado. Antes de chegarmos, passamos pelo templo Kiyomizô Kannon Do, dedicado à Deusa da Misericórdia. Lá de cima, a vista do parque é belíssima. Os jardins formam quadros da natureza. 

No caminho para o Ueno Zoo passamos por uma alameda de cerejeiras, que demos a sorte de estarem em flor! Muito bonito!

A entrada para o parque é gratuita. A entrada para os museus e Zoo é paga.

Ueno ZOO

Para chegar ao zoo você pode pegar o metrô JR line para a estação Ueno pegando as linhas Ginza ou Hibiya ou o metrô na estação Sezu pela linha Chiyoda. Outra opção é saltar na estação de trem Keisei Ueno.  O zoo fica de 5 a 10 minutos de caminhada dessas estações.

O Ueno Zoo é relativamente grande. Os tickets custam 600 ienes para adultos e 300 para idosos (65+) e 200 crianças. Crianças até 12 anos não pagam. Os tickets podem ser comprados na hora ou aqui. Fiquei atento aos horários de funcionamento. Normalmente é fechado nas segundas, a não ser que seja feriado nacional. Se for, abre na segunda e fecha na terça. Olhe sempre no site os horários e programe-se.

Logo na entrada do parque, à direita, vemos a fila enorme para a entrada dos pandas. A fila é rápida, pois não podemos ficar parados que os guardas nos mandam andar. A fila é para ver os pandas mais de perto, uma vez que é possível vê-los pelo vidro do corredor principal do zoo.

Eles são lindos e vale muito a pena passar na fila. Por toda a parede têm placas contando a história dos pandas, de sua quase extinção e qual a população atual. Agora, vê-los é um pouco mais complicado. O panda é um bichinho preguiçoso que não gosta muito de passear, pra nossa tristeza.

giant panda Ueno Zoo

Mas, brasileiro não desiste nunca! Então, entramos na fila algumas vezes (o zoo estava vazio) e conseguimos! Pegamos a hora que ele resolveu dar uma voltinha pela jaula e tiramos várias fotos!

Depois aproveitamos para ver o resto do zoo. Tem ursos polares, lêmures, tigres, gorilas, elefantes, aves, répteis… Mas, como o dia estava quente, vários animais estavam “guardados” para seu maior conforto. Ruim para nós, bom para os bichinhos…

Sushi

Saindo do zoo fomos almoçar um sushi, num dos restaurantes nos arredores da estação Ueno. Fácil de pedir (bastou apontar pra fotos) e delicioso!! Curioso foram 2 sushis. Um de omelete; esse eu achei estranho e não curti. O outro de ouriço (…). Não tive coragem. Mas temos um corajoso conosco que provou e adorou!

sushi em Ueno

Nesse restaurante havia uma coisa diferente. O atum era servido de 3 tipos, sendo um mais magro, um intermediário e um mais gordo.

Such em Ueno

Os três deliciosos! A aparência da diferença ser só no cozimento engana. São partes diferentes do atum.

Almoço/lanche feitos, pegamos o metrô para Akihabara.

Akihabara

Akihabara, ou Akiba, é o conhecido bairro dos eletrônicos de Tóquio. Para os aficionados em tecnologia, como eu, é o lugar de ir à loucura. Tem de tudo e de toso os preços. Até o que a gente nunca imaginou que precisava, a gente começa a precisar, rss.

Aos domingos a rua fica fechada para carro e a quantidade de pedestres é bem grande. São uns 3 quarteirões de prédios e lojas com fachadas iluminadas com letreiros e desenhos bem característicos do Japão.

Aqui também tem karaokês, lojas que vendem estatuas de animes, lojas de videogames e jogos diversos. É muito interessante passear aqui. Os preços dos eletrônicos são bons. mas a vantagem é que aqui encontramos de tudo que não achamos em outros lugares.

Depois de curtir Akiba, voltamos para o hotel para descansar de um dia de muitos contrastes. Nossa próxima parada: Nikko. Uma cidade no interior, à cerca de 1:30 de Tóquio, para conhecermos templo o Toshogu e as cataratas Kegon.